‘Vou lutar no máximo por mais dois anos’, revela Minotauro

Lendário peso pesado, hoje com 37 anos, também não quis projetar sua próxima luta

R. Minotauro (foto) luta profissionalmente desde 1999. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Minotauro (foto) luta profissionalmente desde 1999. Foto: Josh Hedges/UFC

A trajetória de um dos maiores nomes do MMA brasileiro na história pode estar próxima de chegar ao fim. Após sofrer duas derrotas consecutivas pela primeira vez como profissional, e ouvir conselhos sobre pendurar as luvas até do presidente do UFC Dana White, Rodrigo Minotauro deu indícios de que já começa a projetar o momento de sua aposentadoria. Durante evento na recém-anunciada academia de sua rede “Team Nogueira” em Campinas (SP), o ex-campeão do extinto PRIDE e ex-campeão interino do Ultimate revelou que deve atuar no máximo por mais dois anos.

“Eu vi que o Bob Sapp anunciou a aposentadoria. Ele é uma das lendas do MMA, fez muito para o jogo. Eu sei que não vou lutar para sempre e também não quero lutar por muito mais tempo. Eu tenho minhas academias e quero dedicar a formar novos campeões. Vou lutar até o final do ano que vem ou no máximo por mais dois anos. Tenho outros projetos”, disse Minotauro em entrevista ao canal de televisão “EPTV”.

Rodrigo também não quis marcar uma data para sua volta ao octógono e revelou que adiou a realização de uma cirurgia no joelho para acompanhar o TUF Brasil 3 Finale, no próximo dia 31 de maio, em São Paulo (SP). “Eu não tenho nem prazo pra voltar a treinar, já que estou com ligamento do joelho rompido. Eu preciso operar, mas adiei a cirurgia para acompanhar a final do TUF, em São Paulo. Depois eu vou pra cirurgia, vou me recuperar e, aí sim, vou voltar ao octógono”, concluiu.

Aos 37 anos, Rodrigo “Minotauro” Nogueira tem um cartel de 34 vitórias, nove derrotas, um empate e uma luta sem resultado. Considerado por muitos como um dos maiores pesos pesados de todos os tempos no MMA, Rodrigo fez história no extinto PRIDE e chegou a ser o campeão interino da divisão até 120 kg no Ultimate. Recentemente, o brasileiro tem convivido com uma série de lesões e alternado vitórias e derrotas. Minotauro vem de dois revezes consecutivos,  para Fabrício Werdum em junho do ano passado no duelo dos técnicos do TUF Brasil 2 e para Roy Nelson em no UFC Abu Dhabi.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments