Após assalto a Shogun, Diaz revela medo de vir ao Brasil: ‘Ouço muitas histórias’

Polêmico lutador diz que reagiria de forma diferente caso fosse assaltado: ‘Teriam que atirar em mim’

Diaz (foto) recusou revanche com Condit. Foto: Josh Hedges/UFC

Diaz (foto) tem medo de viajar ao Brasil. Foto: Josh Hedges/UFC

O assalto sofrido por Maurício Shogun no Rio de Janeiro (RJ) há algumas semanas gerou repercussão entre os demais lutadores de MMA. O polêmico Nick Diaz, ex-campeão do Strikeforce e ex-desafiante pelo cinturão dos meio-médios do UFC, aproveitou o ocorrido para revelar que teria medo caso precisasse viajar ao Brasil.

No final de abril, Shogun foi abordado por homens fortemente armados na Linha Vermelha, que levaram os pertences e até mesmo a roupa do lutador. Sem camisa e descalço, Shogun precisou andar alguns quilômetros até encontrar a delegacia mais próxima.

Em entrevista ao canal do YouTube “PopCandiesTV”, Diaz mostrou suas impressões que tem do país. “Lá é f…, eles colocam uma arma na sua testa e te roubam. Eu não iria ao México, não iria ao Brasil… Ouço muitas histórias”, comentou.

Diaz também afirmou que, caso acontecesse com ele o ocorrido a Shogun, agiria de forma diferente. “Se fosse aqui, teriam que atirar em mim [risos]. Eu diria que precisam atirar em mim ou me encher de tapas para que eu tire a minha roupa”, contou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments