Alvarez admite preferência por enfrentar Brooks em vez de Chandler: ‘Seria justo’

No entanto, campeão do Bellator diz que organização é a responsável por escolher seu próximo oponente

E. Alvarez (esq.) e M. Chandler (dir.) fizeram duas das lutas mais aclamadas na história do Bellator. Foto: Bellator/Divulgação

E. Alvarez (esq.) e M. Chandler (dir.) fizeram duas das lutas mais aclamadas na história do Bellator. Foto: Bellator/Divulgação

Esta cobertura é patrocinada por: Esta cobertura È patrocinada por EVERLAST

Instantes após o término do Bellator 120, no último sábado (17), o diretor da organização, Bjorn Rebney, deu a entender que Michael Chandler poderia realizar a trilogia contra Eddie Alvarez pelo cinturão dos leves mesmo que tenha perdido para Will Brooks pelo título interino. Isso porque Rebney afirmou que Alvarez possui uma cláusula de contrato que lhe garante o direito de solicitar um combate contra Chandler caso queira.

Em entrevista ao site norte-americano Bloody Elbow, Alvarez respondeu ao chefe e afirmou que a decisão sobre seu próximo oponente não lhe diz respeito. “Para deixar claro, eu nunca, nunca escolhi um oponente. Sempre tive meus oponentes escolhidos pela organização. Eu nunca tive preferência. Simplesmente me diziam com quem eu lutaria, e eu lutei. Quero deixar claro que, independentemente do que foi escrito em meu contrato, quem escreveu foi o Bellator. Se lá disser que eu tenho que enfrentar Michael Chandler de novo, é porque o Bellator quer que as coisas andem por esse caminho”, justificou o campeão.

Alvarez afirmou que, se dependesse dele, seu próximo combate seria contra Brooks, já que isso caracterizaria um cenário mais justo. “Acho que é justo e correto que eu lute com Will Brooks. Não acho que seria justo que eu enfrente alguém que venha de derrota sendo que há um cara com o cinturão interino. Mas, seja quem escolherem, não é minha decisão e nunca foi”, completou.

Alvarez faria a luta contra Chandler no Bellator 120, mas teve de desistir do combate em cima da hora após sofrer uma concussão durante os treinos. Eles já se enfrentaram duas vezes: em 2011, Chandler levou a melhor por finalização, sendo que, no ano passado, Alvarez deu o troco e ficou com a vitória na decisão dividida dos juízes.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments