Treinador de Faber e Dillashaw se diz obcecado por Barão: ‘Isso me consome’

Duane Ludwig aposta que norte-americano conquistará cinturão dos galos caso se mantenha em sua estratégia

D. Ludwig (foto) durante treino na Team Alpha Male. Foto: Reprodução/YouTube

D. Ludwig (foto) durante treino na Team Alpha Male. Foto: Reprodução/YouTube

Esta cobertura é patrocinada por: Esta cobertura È patrocinada por EVERLAST

As derrotas sofridas pelos lutadores da academia Team Alpha Male contra atletas da Nova União criaram um estigma desagradável para a equipe norte-americana. Juntos, Renan Barão e José Aldo derrotaram, em lutas válidas por cinturões, Urijah Faber (duas vezes Barão, uma vez Aldo) e Chad Mendes (Aldo), o que faz muitos consideraram a Alpha Male como os “fregueses” dos brasileiros.

Isso fez com que o treinador do time norte-americano, Duane Ludwig, criasse uma obsessão para com o campeão dos galos do UFC. Neste sábado (24), mais um atleta do time terá a chance de desbancar Barão, com TJ Dillashaw medindo forças com o brasileiro no combate principal do UFC 173, em Las Vegas (EUA).

Em entrevista ao site norte-americano MMA Junkie, Ludwig admitiu que a vitória sobre Barão seria um alívio para ele. “Eu não consigo parar de pensar em Barão. Isso me consome. Tenho transtorno obsessivo-compulsivo sobre algumas coisas, então será bom conquistar o título com TJ para, então, relaxar”, comentou o norte-americano.

De acordo com Ludwig, basta Dillashaw seguir sua estratégia traçada para levar a melhor no combate. “Eu apenas irei lá, analisarei a luta, darei a TJ as informações que eu julgar corretas e conquistaremos a vitória. Desde que TJ se mantenha em sua estratégia e Barão não mude muito, nós deveremos conquistar o cinturão”, avaliou.

Caso de fato Dillashaw conquiste o título, isso representaria a despedida perfeita de Ludwig da Team Alpha Male. Depois do combate, o treinador deixará Sacramento, sede da equipe, para voltar à sua cidade natal, Denver, para abrir sua própria academia. “É um negócio, mas, para mim, não é assim. Eu sou um cara passional, emotivo, e não faço isso por dinheiro. Faço pela camaradagem e para ajudar os caras a crescerem, me ajudando a crescer também. Se eu não precisasse de dinheiro, eu ainda continuaria no mesmo emprego. Mas é hora de voltar para casa, abrir meu próprio negócio e tocar minhas coisas”, comentou Ludwig.

O combate entre Renan Barão e TJ Dillashaw será a atração principal do UFC 173, que também terá os combates entre Dan Henderson x Daniel Cormier e Robbie Lawler x Jake Ellenberger.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments