VÍDEO: Sonnen admite sorte contra Shogun: ‘Se lutássemos dez vezes, jamais venceria outra’

Norte-americano rasgou elogios ao brasileiro e enalteceu seu comportamento mesmo diante da derrota

Sonnen (dir.) venceu Shogun (esq.) em agosto do ano passado. Foto: Josh Hedges/UFC

Sonnen (dir.) venceu Shogun (esq.) em agosto do ano passado. Foto: Josh Hedges/UFC

Sempre polêmico e repleto de provocações, voltadas especialmente aos lutadores brasileiro, Chael Sonnen adotou uma postura completamente diferente antes de enfrentar Maurício Shogun, em agosto do ano passado. Surpreendentemente mais comedido, o norte-americano se limitou a elogiar o ex-campeão, mesmo depois de vencê-lo por finalização no primeiro assalto. Questionado sobre sua postura diante do curitibano, Sonnen não poupou elogios a Shogun e chegou a admitir que teve sorte no triunfo no UFC Fight Night 26.

“Eu realmente gosto do Shogun e a coisa toda não era realmente sobre os lutadores brasileiros, mas sobre Anderson Silva. Eu estava indo atrás do Anderson, eu tinha somente um cara em mente. E quando aquela bomba estourou, muita gente se sujou. Mas era tudo direcionado ao Anderson. Eis o que temos que entender: eu peguei ele [Shogun], foi sorte. Eu tive sorte. Se lutássemos mais dez vezes, eu jamais o pegaria outra vez daquele jeito. Mas ele nunca disse isso. Ele nunca veio a público e disse isso. Ele deixou que eu tivesse meus 15 minutos de fama. Ficou calado e deu o fora. Se as coisas tivessem acontecido de maneira contrária e ele tivesse me vencido, eu faria a mesma coisa. Diga o que quiser antes da luta, mas depois que acabou, aceite o resultado”, afirmou Chael, em conversa com a imprensa em São Paulo (SP).

Aos 32 anos, Maurício Shogun tem um cartel de 22 vitórias e nove derrotas. O curitibano vem de derrota para Dan Henderson no UFC Natal, em março deste ano, e pretende voltar ao octógono em setembro ou outubro. Já Chael Sonnen, de 37 anos, tem um cartel de 28 vitórias, 14 derrotas e uma luta sem resultado. O norte-americano, que vem de derrota para Rashad Evans, em novembro do ano passado, enfrenta o brasileiro Vitor Belfort no UFC 175, no próximo dia 5 de julho. A luta foi confirmada após a retirada problemas com a licença para lutar de Wanderlei Silva e a retirada do treinador do TUF Brasil 3 do card em Las Vegas (EUA).

Confira o vídeo da entrevista com Chael Sonnen:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário