Belfort foi flagrado em antidoping surpresa, diz comentarista oficial do UFC

Joe Rogan afirmou que resultado do exame foi o motivo de haver o banimento da TRT no estado de Nevada

V. Belfort (foto) segue na caçada a C. Weidman. Foto: Josh Hedges/UFC

V. Belfort (foto) era usuário da TRT. Foto: Josh Hedges/UFC

O banimento da terapia de reposição de testosterona (TRT) agitou o mundo do MMA no início do ano e deixou perplexos os lutadores que se utilizavam do tratamento.

Um dos maiores prejudicados com a medida foi Vitor Belfort, que perdeu a oportunidade de disputar o cinturão dos médios do UFC com a proibição da TRT.

LEIA TAMBÉM
– Infográfico sobre todas as temporadas do TUF Brasil
– Empresário cogita adversários para retorno de Anderson Silva
– Dana White elege Chael Sonnen como seu substituto no UFC

Joe Rogan, comentarista oficial do UFC, afirmou, sem citar sua fonte, que o banimento só ocorreu porque Belfort foi flagrado em um exame antidoping surpresa realizado em fevereiro.

“Eles fizeram um teste aleatório com Vitor. E Vitor estava com testosterona. Esse é o motivo pelo qual baniram a testosterona em primeiro lugar. Tudo isso foi abaixo quando Vitor testou positivo com a Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC). Antes, eles estavam considerando dar a ele uma isenção para a testosterona. Pelo fato de ele ter testado positivo, eles derrubaram todo o programa de testosterona”, revelou Rogan em seu podcast, The Joe Rogan Experience.

MAIS SOBRE O TUF BRASIL 3
– Campeão do TUF, Warlley leva R$250 mil de premiação
– UFC anuncia evento em Brasília no mês de setembro
– Warlley pensa em lutar pelo título do UFC em 5 ou 6 anos

Caso de fato a informação passada por Rogan seja verdadeira, isso caracteriza um descumprimento da lei norte-americana, já que o resultado do exame deveria ser mantido em sigilo já que Belfort não possuía a licença para fazer a TRT. Mesmo assim, o brasileiro deverá lutar em Las Vegas (EUA) no dia 5 de julho, contra Chael Sonnen, embora ainda dependa da NSAC para obter a licença.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments