White diz que Comissão de Nevada também tem culpa em caso de doping de Sonnen

Presidente do UFC conta que não ficou chocado com episódio e diz que entidade não soube instruir atletas após fim da TRT

Dana White, presidente do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Dana White, presidente do UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Dana White considera que a irregularidade no exame antidoping de Chael Sonnen é culpa tanto do lutador norte-americano quanto da Comissão Atlética do Estado de Nevada (NSAC), entidade que requisitou a realização do teste. Nesta terça-feira (10), foi anunciado que Sonnen testou positivo no exame surpresa realizado no dia 24 de maio. O próprio lutador admitiu ter ingerido as substâncias proibidas, mas alegou que só o fez devido a um período de transição após o banimento da terapia de reposição de testosterona (TRT), ocorrido no início do ano.

MAIS SOBRE O CASO DE DOPING DE CHAEL SONNEN:

Sonnen cai no antidoping e é retirado de luta contra Belfort

Sonnen admite doping e culpa mudança nas regras

O presidente do UFC afirmou que, devido à forma como o banimento da TRT se deu, a reprovação no exame antidoping já era algo a ser esperado. “Não fiquei chocado. Esse assunto tem se prolongado há um bom tempo. A TRT estava dentro das regras, mas era algo ruim desde o começo. Queria que o comissário que a autorizou nunca tivesse deixado ninguém fazer uso da TRT. Depois, a NSAC disse que era ilegal, então haveria alguns efeitos depois de sua proibição”, comentou o dirigente, em entrevista ao programa “America’s Pregame”, da emissora norte-americana “FOX Sports”.

Para White, a NSAC não soube orientar os atletas sobre como proceder após o fim da TRT, que tinha como usuários lutadores como Vitor Belfort e Dan Henderson, além de Sonnen. “Quando [a TRT] foi proibida, eles não fizeram um bom trabalho ao instruir os atletas sobre qual era a melhor forma de abandonar a terapia”, avaliou. “Chael Sonnen chegou ao estágio de sua vida em que ele está casado e tentando ter filhos. Sua esposa está grávida. [Mas] Também acho que é culpa de Chael, porque ele deveria ter dito à comissão que precisava dessas substâncias para ter uma vida saudável.”

O teste de Sonnen acusou as substâncias anastrozol e clomifeno, que estão presentes na lista de proibições da WADA, a Agência Mundial Antidoping. A primeira é considerada uma inibidora de aromatase, também aplicada após o uso de esteroides; já a segunda auxilia o aumento da produção de testosterona por parte do organismo.

Em entrevista dada pouco antes, Sonnen criticou o procedimento da NSAC. “Era algo que eu precisava para ter uma vida saudável. Então, basicamente, eles estão me dizendo que eu preciso escolher entre ser saudável ou ser um esportista. É um problema pessoal e eu não queria dividir isso com ninguém, mas eu estava tendo problemas de fertilidade”, defendeu-se.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments