Sonnen testa positivo em exame antidoping surpresa e é retirado de luta contra Belfort

Lutador norte-americano, que faria luta no UFC 175, em julho, tinha em seu organismo duas substâncias proibidas

C. Sonnen (foto) testou positivo em antidoping surpresa. Foto: Josh Hedges/UFC

C. Sonnen (foto) testou positivo em antidoping surpresa. Foto: Josh Hedges/UFC

ATUALIZAÇÃOSonnen admite doping e culpa mudança nas regras

A novela envolvendo os combates do UFC 175, que será realizado no dia 5 julho, em Las Vegas (EUA), parece estar longe de acabar. Nesta terça-feira (10), a Comissão Atlética do Estado de Nevada (cuja sigla em inglês é NSAC) divulgou que Chael Sonnen, que faria luta contra Vitor Belfort, foi reprovado em um exame antidoping surpresa e que, assim, não poderá participar do evento.

LEIA TAMBÉM:

Dana White lamenta decisão do UFC FN 42: ‘Pearson foi roubado’

Bruce Lee nocauteia Penn com chutaço em novo game do UFC

Dirigente descarta MMA em Nova York ainda em 2014

A confirmação foi dada por Francisco Aguilar, membro da NSAC, ao site da emissora norte-americana ESPN. No exame de Sonnen foram detectadas duas substâncias proibidas, anastrozol e clomifeno, que são usadas, respectivamente, para os tratamentos de câncer de mama e infertilidade feminina.

Ambas as substâncias fazem parte da lista de proibições da WADA, a Agência Mundial Antidoping. O anastrozol é considerado um inibidor de aromatase, também aplicado após o uso de esteroides. Já o clomifeno auxilia o aumento da produção de testosterona por parte do organismo.

Fontes confirmaram à ESPN que Sonnen não irá fazer nenhum tipo de apelação sobre o ocorrido. Assim, é provável que o lutador irá receber uma suspensão pelo exame positivo.

Originalmente, Sonnen enfrentaria Wanderlei Silva no UFC 175, mas o brasileiro foi retirado do combate por ter se negado a fazer o antidoping surpresa. Seu substituto foi Belfort, que ainda não está 100% garantido na luta, pois precisa receber a licença para lutar em Las Vegas. O “Fenômeno” também foi reprovado em um antidoping surpresa realizado em fevereiro, antes da proibição da terapia de reposição de testosterona (TRT) no MMA.

Esta foi a segunda vez que Sonnen foi reprovado em um exame antidoping. Em 2010, após sua primeira luta contra Anderson Silva, o norte-americano foi detectado com um nível elevado de epitestosterona no organismo, o que lhe rendeu uma suspensão de um ano.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments