Vitor Belfort não perde tempo e desafia Weidman: ‘Não fuja’

Assim que Chris Weidman derrotou Lyoto Machida, no UFC 175, Fenômeno foi até as redes sociais exigir sua chance pelo título

C. Weidman (esq.) e V. Belfort (dir.) envoltos nas bandeiras do Brasil e EUA. Foto: Instagram/Reprodução

C. Weidman (esq.) e V. Belfort (dir.) envoltos nas bandeiras do Brasil e EUA. Foto: Instagram/Reprodução

Assim que Chris Weidman derrotou o brasileiro Lyoto Machida na luta principal do UFC 175, evento realizado no último sábado (05), em Las Vegas, outro atleta do país já se candidatou para destronar o norte-americano. Vitor Belfort, que estava escalado para enfrentar o campeão, mas teve que sair a disputa pelo fim do tratamento de reposição hormonal (relembre aqui), foi até as redes sociais exigir sua chance de conquistar o cinturão dos médios.

Através de sua conta no Instagram, Belfort chegou a questionar que Chris Weidman estaria fugindo da luta contra ele. “Agora eu quero o que  mereço, minha luta pelo título! Não fuja!!! Sem desculpas!!! “, escreveu.

Aos 36 anos, Vitor Belfort possui um cartel de 24 vitórias e dez derrotas como profissional. Em suas últimas lutas, Belfort fez uso do TRT e se tornou, desde então, o principal expoente do tratamento no UFC, condição que o tornou o centro de uma enorme polêmica.

Em 2013, Vitor conquistou três vitórias por nocaute – contra Michael Bisping, Luke Rockhold e Dan Henderson – e se credenciou para a disputa do cinturão dos médios contra o atual campeão Chris Weidman no UFC 173, no dia 24 de maio. Diante da mudança na regulamentação da Comissão Atlética de Nevada, que baniu as isenções para uso do TRT, o “Fenômeno” acabou deixando o combate e dando lugar ao compatriota Lyoto Machida, que foi derrotado na última noite.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments