Confiante contra Jones, Cormier sonha: ‘Ser campeão do UFC significa tudo para mim’

Querendo ser ‘o cara’, desafiante pelo cinturão diz que derrotar o número um do mundo teria gosto especial

Cormier (foto) quer se tornar "o cara" dos meio-pesados. Foto: Brandon Magnus/Zuffa LLC

Cormier (foto) quer se tornar “o cara” dos meio-pesados. Foto: Brandon Magnus/Zuffa LLC

Próximo desafiante pelo cinturão dos meio-pesados do UFC, Daniel Cormier já sonha com a possibilidade de se tornar campeão da maior organização de MMA do planeta. Apesar do currículo de respeito no esporte, o que inclui títulos no wrestling norte-americano e o GP dos pesados do Strikeforce, em 2012, “DC” considera que, caso derrote Jon Jones em setembro, a vitória representaria a maior conquista de sua carreira.

“Ser o campeão do UFC significa tudo para mim. Será o ápice de toda a minha carreira no esporte. Desde a faculdade até ser campeão do Strikeforce, será o ápice de tudo”, comparou Cormier, em entrevista ao site da emissora norte-americana “FOX Sports”.

Mais do que ser campeão do UFC, Cormier afirmou que derrotar Jones, recordista de defesas de cinturão da categoria, com sete, e considerado o melhor lutador peso por peso do mundo, faria conquista ser ainda mais especial.

“Olhe o que aconteceu com Chris Weidman – ele é uma estrela agora só porque venceu Anderson Silva. TJ Dillashaw viu sua reputação disparar até o céu após bater Renan Barão, que ainda nem era tão conhecido nos Estados Unidos. O segredo é bater ‘o cara’. Ele [Jones] defendeu o cinturão por sete vezes e é amplamente considerado o lutador número um peso por peso do mundo. Se você vencer o cara, você se torna o cara”, filosofou Cormier.

Apesar de reconhecer as qualidades do campeão, DC esbanja confiança em sua vitória. “Eu sei como derrotar Jon Jones. Eu sei que posso derrotar Jon Jones. Não sei se consigo explicar como derrotar Jon Jones, mas eu sei que, com as habilidades e a mentalidade que tenho, eu consigo derrotar Jon Jones. Neste momento, eu quero ser o lutador número um peso por peso”, afirmou.

Desde que a luta foi confirmada, Cormier e Jones vêm trocando diversas farpas pelas redes sociais. O desafiante reconhece que isso poderá estimular o campeão, mas não vê isso como uma desvantagem. “Rashad Evans irritou Jones e nós vimos o melhor Jon de todos. Jon treinou mais duro que nunca porque Rashad o irritou muito. Então, de certa forma, o tiro de Rashad foi pela culatra. Para mim, estou feliz que ele esteja bravo. Quero que ele treine duro, porque quero derrotar a melhor versão de Jon Jones que já entrou no octógono”, disse.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments