Anderson Silva não descarta cinturão no futuro e promete luta histórica contra Nick Diaz

Spider também comentou a escolha de Diaz como seu adversário e se mostrou tranquilo com relação às possíveis provocações do norte-americano

A. Silva (foto) volta ao octógono no UFC 183, em janeiro de 2015. Foto: Josh Hedges/UFC

A. Silva (foto) volta ao octógono no UFC 183, em janeiro de 2015. Foto: Josh Hedges/UFC

Uma das grandes dúvidas sobre o retorno de Anderson Silva ao octógono é se o brasileiro vai ou não buscar disputar novamente o cinturão dos médios no futuro, após duas derrotas consecutivas para Chris Weidman em 2013. E se até o momento Anderson parecia distante de lutar pelo título, nesta sexta-feira (01) o Spider deixou o caminho aberto para desafiar mais uma vez o campeão caso encaixe uma boa sequência de vitórias em seu retorno.

“Eu tenho mais sete lutas no contrato e vou fazer todas essas lutas porque é o que eu gosto de fazer. Sou da categoria de 84kg e, se eu me credenciar novamente para lutar pelo título, é claro que eu vou querer disputar o cinturão. Mas o meu plano agora é voltar a lutar e pegar confiança de novo, quero ver como vou me comportar”, afirmou o Spider durante conferência telefônica com a imprensa.

O Spider também comentou a escolha de Nick Diaz como adversário para seu retorno. “Eu sempre prestei atenção nos melhores lutadores do UFC e nos que poderiam ser meus possíveis oponentes, mas  nunca imaginei lutar com o Nick Diaz. Apesar disso, vi todas as lutas deles e acho que ele é um excelente lutador. Ele tem jiu-jítsu e um boxe excelente, acho que vai ser uma luta de muita trocação”, comentou.

Além disso, Anderson ainda prometeu um duelo histórico no quesito trocação no dia 31 de janeiro, no UFC 183. “Eu aceitei essa luta porque acredito que seja uma boa luta para os fãs, para ele e para mim. Estamos há um tempo sem lutar, eu venho de lesão, mas sei que ele vai lutar em pé, vai buscar a luta, tem um boxe excelente e vai fazer uma luta em pé que todos querem ver. Eu acredito que vai ser uma das melhores lutas de trocação da história do UFC” completou.

Por fim, o ex-campeão dos médios analisou outro ponto sensível no adversário: seu comportamento provocador. Sempre avesso às contendas nos microfones, o Spider se mostrou tranquilo com relação aos possíveis ataques que pode receber até o embate em Las Vegas (EUA). “Eu estou pensando em fazer o meu trabalho. Não posso falar do Nick Diaz como pessoa porque não o conheço. Tive poucas oportunidades de estar com ele e de conversar. Nick nunca me faltou com o respeito e espero que não faça isso, pois ele não tem motivos para isso. Ele não me conhece como pessoa, eu não o conheço como pessoa e vamos fazer uma grande luta”, concluiu.

No próximo dia 31 de janeiro, Anderson Silva volta ao octógono um ano e um mês após fraturar a perna esquerda na revanche contra Chris Weidman. O Spider faz a luta principal do UFC 183 contra Nick Diaz, que também volta ao Ultimate após anunciar sua aposentadoria em março de 2013. O combate em cinco rounds será válido pela categoria peso médio, com limite de peso até 84 kg.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments