Cinco motivos para assistir o Bellator 300, com disputas de cinturão para Cyborg e primo de Khabib

Edição histórica, que acontece neste sábado, conta com lenda brasileira e nova estrela russa em defesas de título

Cris Cyborg (esq.) em encarada com Cat Zingano (dir.). Foto: Reprodução/Instagram

Chegou o grande momento. Neste sábado (7), em San Diego (EUA), acontece o Bellator 300, evento histórico para a maior concorrente do UFC. Para agitar os fãs, Scott Coker e seus aliados promovem um show com 16 lutas programadas, duas delas representando disputas de cinturão. Nos confrontos principais, Cris Cyborg defende o título dos penas (até 65,7kg.) contra Cat Zingano, Usman Nurmagomedov tenta manter o trono dos leves (até 70,3kg.) diante de Brent Primus, e Liz Carmouche coloca a liderança dos moscas (até 56,7kg.) em jogo ao enfrentar a primeira ‘rainha’ da divisão, Ilima-Lei Macfarlane.

Representante do Bellator desde 2020 e campeã dos penas desde sua estreia na companhia, Cyborg quer se manter absoluta na divisão. Com êxito em quatro defesas de título, a curitibana trava embate com a veterana Cat Zingano, veterana do MMA.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Cris Cyborg Bellator 300

Primo de Khabib Nurmagomedov, Usman se prepara para sua primeira defesa de cinturão. Líder da divisão há quase uma temporada, o campeão de 25 anos mede forças com Bren Primus, que liderou a categoria entre 2017 e 2018, e soma 13 anos mais velho do que o atual ‘rei’ do grupo.

Também no card principal, Liz Carmouche está de volta. ‘Rainha’ dos moscas, a veterana defende o título contra a primeira campeã na história da categoria. Líder do grupo entre 2017 e 2019, a atleta quer retornar ao topo absoluto da divisão.

PUBLICIDADE:

O Brasil conta com mais duas representantes no show, além de Cyborg. Ilara Joanne e Lorrany Santos sobem no decágono para compromissos no card preliminar.

Para entrar no clima, a equipe do SUPER LUTAS preparou cinco motivos para acompanhar o Bellator 300. Confira abaixo:

PUBLICIDADE:

1) Bellator 300 acontece perto de possível extinção da organização

Cinturão do Bellator

Bellator foi criado em 2008. Foto: Reprodução/Instagram

Atingir a marca de 300 eventos é motivo de celebração, independente da companhia. A edição do Bellator, no entanto, acontece em meio à incerteza quanto ao futuro da segunda maior organização de MMA do mundo.

Em 2023, os fãs da empresa foram pegos de surpresa com os rumores de que a companhia presidida por Scott Coker poderia ser comprada pela PFL. Embora o acordo não tenha sido oficializado, processo que aguardava confirmação para o mês de agosto, pode ser concretizado ainda na temporada 2023.

PUBLICIDADE:

Caso seja, de fato, vendido, ainda não se sabe o que acontecerá com a marca. Os adoradores das artes marciais mistas, então, têm ‘olhos vendados’ e convivem com a possibilidade de extinção do Bellator, que abriu suas portas em 2008.

Principal concorrente do UFC, a empresa já promoveu confronto de verdadeiras lendas do MMA. Royce Gracie, Ken Shamrock, Fedor Emelianenko, Wanderlei Silva, Lyoto Machida, Quinton ‘Rampage’ Jackson, Tito Ortiz, Chael Sonnen, Michael Chandler, Cris Cyborg e seu maior astro, Patrício Pitbull, são alguns dos nomes que competiram com as luvas da organização.

2) A hegemonia de Cris Cyborg

Cyborg é campeã dos penas no Bellator

C. Cyborg é campeã dos penas no Bellator. Foto: Reprodução/Instagram

Considerada por muitos como a melhor lutadora de MMA em todos os tempos, Cris Cyborg cumprirá, neste fim de semana, sua sexta luta como representante da empresa. No sábado, a campeã dos penas dividirá o cage circular com Cat Zingano, veterana do esporte, que também contribuiu para o avanço do esporte para as mulheres.

Absoluta na categoria desde sua estreia avassaladora contra a então campeã Julia Budd, em 2020, Cris tenta somar mais uma vítima na companhia. O desafio acontece mais de um ano após a última apresentação da curitibana, que em abril da temporada passada, desbancou, pela segunda vez, a desafiante Arlene Blencowe.

Depois de defender o trono, a tupiniquim foi ‘liberada’ para realizar o sonho de se testar em dois desafios no boxe. A lenda brasileira venceu nas duas oportunidades.

Antiga representante do UFC, Zingano conquistou a condição de desafiante após quatro trunfos seguidos. Desde que deixou o Ultimate e assinou contrato com a concorrente, a atleta de 41 anos superou nomes como Gabrielle Holloway (rival do debute) e sua última adversária, Leah McCourt.

3) Usman Nurmagomedov: jovem quer ampliar legado

Primos 'Nurmagomedov' após vitória de Usman no Bellator

Usman. Nurmagomedov ao lado de Khabib. Foto: Reprodução/Instagram @usman_nurmagomedov

À frente do peso leve desde que destronou Patricky Pitbull, em 2020, Usman Nurmagomedov quer mais. Aos 25 anos, o talentoso primo de Khabib ainda tem muito o que provar e não parece ter limites para sua evolução.

Com estilo característico dos russos da AKA (American Kickboxing Academy), o lutador, que também é parceiro de treinos de Islam Makhachev, estrela do UFC, tenta êxito na segunda defesa de título. O compromisso acontece quase um ano após a vitória do combatente diante do veterano Ben Hendersson.

Além do título, o desafio representa a estreia do russo no GP (Grand Prix) dos leves no Bellator. Caso vença, o atleta encaminhará sua presença na grande final do torneio, que, além da manutenção do trono, pode garantir ao lutador o desejado cheque de US$1 milhão (cerca de R$5 milhões).

Campeão da categoria entre 2017 e 2018, Brent Primus tem a dura função de tentar parar o astro russo. Antigo rival de Michael Chandler na empresa, o lutador chega à disputa embalado por vitória diante de Mansour Barnaoui.

4) Liz Carmouche defende trono

Liz Carmouche é a atual campeã peso mosca do Bellator. Foto: Reprodução/Instagram

Campeã dos moscas desde a conquista polêmica sobre a brasileira Juliana Velasquez na temporada, Carmouche se prepara para novo desafio. Depois de voltar a superar a tupiniquim em revanche imediata e comprovar o merecimento em ostentar o cinturão, a veterana terá outra antiga detentora do título pela frente.

Desta vez, a ex-UFC encara Ilima-Lei Macfarlane, primeira campeã na história do Bellator. ‘Rainha’ do grupo entre 2017 e 2019, a lutadora no entanto, não levará o título para casa, em caso de resultado positivo.

Por ter falhado no corte de peso, a desafiante perde, por regra, o direito de ostentar o trono, se vencer. Assim, o cinturão será validado apenas se Carmouche triunfar.

5) Brasileiras no card

Ilara Joanne em vitória no Bellator

Ilara Joanne é promessa nos moscas do Bellator. Foto: Reprodução/Instagram

Além de Cris Cyborg, o Brasil contará com mais duas representantes no Bellator 300. Número 10 no ranking dos moscas, Ilara Joanne tenta avançar na categoria.

No fim de semana, a ‘Arya Stark’ tupiniquim mede forças com a invicta Jena Bishop, que realiza sua segunda luta na companhia.

A primeira brasileira a subir no cage circular será Lorrany Santos. Estreante na companhia, a carioca de 26 anos será adversária de Jackie Cataline. O desafio acontece no peso pena, mesma categoria de Cris Cyborg.

Ficha técnica do Bellator 300

Data: 07 de outubro de 2023

Horário: A partir das 19h (horário de Brasília)

Local: Pechanga Arena, San Diego, California, Estados Unidos

Como assistir: ‘Segunda Tela’ SUPER LUTAS (Card Principal) , Canal Combate (todo o card) pela TV e CombatePlay pela internet

CARD PRINCIPAL (a partir das 23hrs, horário de Brasília)

Peso leve (até 70,3kg): Usman Nurmagomedov x Brent Primus – luta pelo cinturão e semifinal do torneio

Peso pena (até 65,7kg): Cris Cyborg x Cat Zingano – luta pelo cinturão

Peso mosca (até 56,7kg): Liz Carmouche x Ilima-Lei Macfarlane – luta pelo cinturão

CARD PRELIMINAR (a partir das 20hrs, horário de Brasília)

Peso pesado (até 120,2kg): Davion Franklin x Slim Trabelsi

Peso pena (até 65,7kg): Leah McCourt x Sara McMann

Peso pena (até 65,7kg): Henry Corrales x Kai Kamaka III

Peso mosca (até 56,7kg): Iilara Joanne x Jena Bishop

Peso galo (até 61,2kg): Bobby Seronio III x Alberto Garcia

Peso médio (até 83,9kg): Romero Cotton x Grant Neal

Peso leve (até 70,3kg): Sergio Cossio x Jesse Roberts

Peso casado (até 79,3kg): Mukhamed Berkhamov x Herman Terrado

Peso meio-pesado (até 93kg): Dovletdzhan Yagshimuradov x Maciej Rozanski

Peso casado (até 72,5kg): Dmytrii Hrytsenko x Justin Montalvo

Peso galo (até 61,2kg): Bryce Meredith x Miguel Peimbert

Peso pena (até 65,7kg): Lorrany Santos x Jackie Cataline

Peso pesado (até 120,2kg): Josh Hokit x Spencer Smith

Leia Mais sobre: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88