Recuperada de lesão no joelho, Ronda Rousey promete: ‘Quando voltar, vai ser assustador’

Campeã da categoria galo feminina do UFC diz que vinha atuando ‘somente com uma perna’ nos últimos anos

Ronda (foto) promete retorno 'assustador' ao UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Ronda (foto) promete retorno ‘assustador’ ao UFC. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Ronda Rousey ostenta a posição de ser uma das campeãs mais dominantes do UFC na atualidade. Em quatro lutas feitas na organização, “Rowdy” venceu três ainda no primeiro round, sendo que, em suas duas últimas lutas, derrotou Sara McMann e Alexis Davis em 1min22s no tempo combinado dos combates. Porém, de acordo com a campeã, o domínio pode ficar ainda maior no futuro.

Depois de vencer Davis em julho, no UFC 175, Rousey se submeteu a uma cirurgia para reparar uma antiga lesão no joelho. E o resultado foi bastante satisfatório para a lutadora, que destacou estar em melhores condições físicas do que nos últimos tempos. “Vai ser bem assustador quando eu voltar aos meus 100%, porque eu vinha funcionando com apenas uma perna nos últimos anos. Agora cheguei num ponto em que meu alongamento está nas melhores condições desde que eu tinha 16 anos de idade”, destacou Rousey, em entrevista ao programa “UFC Tonight”, da emissora norte-americana “FOX Sports”.

“Na verdade, essa é minha quarta cirurgia no joelho. Já fiquei em situação pior antes. Quero dizer, eu lutaria ainda hoje. Se me dissessem que precisam de uma luta, eu lutaria hoje”, continuou a norte-americana, invicta no MMA com dez vitórias em dez lutas.

Apesar de dizer que lutaria imediatamente, Rousey estabeleceu como meta lutar no UFC 182, no dia 3 de janeiro, que terá como luta principal o duelo entre Jon Jones e Daniel Cormier, válido pelo título dos meio-pesados. “Eu adoraria lutar no card de fim de ano novamente. Com tudo o que aconteceu com Jon Jones, adoraria estar no card em que ele vai enfrentar Cormier. Quando eles puderem lutar, eu adoraria dividir um card com eles. Acho que seria uma noite bem especial”, encerrou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments