Wanderlei Silva não comparece a audiência e decisão sobre fuga de antidoping é adiada

Brasileiro participaria da reunião na Comissão Atlética de Nevada nesta quinta-feira (21); nova data para encontro não foi divulgada

Polêmica de Wand (foto) e o exame antidoping ainda não foi a julgamento. Foto: Josh Hedges/UFC

Polêmica de Wand (foto) e o exame antidoping ainda não foi a julgamento. Foto: Josh Hedges/UFC

Pela segunda vez, uma decisão definitiva da Comissão Atlética de Nevada sobre o episódio da fuga de Wanderlei Silva de um exame antidoping surpresa antes do UFC 175 foi adiada. Na primeira reunião entre a Comissão e o lutador, em junho, ficou decidido que o parecer só seria definido em um novo encontro, agendado para esta quinta-feira (21). No entanto, a audiência teve início em Las Vegas (EUA) sem a presença do lutador e novamente o desfecho do caso foi adiado.

CONFIRA TAMBÉM:
Advogado: Comissão não tem autoridade para punir Wanderlei
Após foto polêmica, UFC decide bancar antidoping mais rigoroso
Ronda se diz interessada em luta com Cyborg: ‘Eu adoraria’

Conforme tem se tornado praxe em audiências envolvendo seus principais atletas, o UFC disponibilizou a transmissão da reunião para os Estados Unidos por meio de sua plataforma digital “UFC Fight Pass”. No entanto, a sessão da Comissão Atlética teve início sem Wanderlei Silva e foi informado pelo comissário responsável que o brasileiro não compareceria e que a entidade havia concordado em postergar a discussão da pauta. Uma nova data para o encontro, porém, não foi revelada.

Em maio, Wanderlei Silva foi excluído da luta contra Chael Sonnen no UFC 175 por ter se recusado a fazer um exame antidoping surpresa aplicado pela NSAC. Em sua primeira reunião com o órgão regulamentador, Wanderlei assumiu ter feito uso de diuréticos para minimizar o inchaço de sua mão, lesionada durante a briga com Sonnen no TUF Brasil 3. Apesar da confissão, o brasileiro entrou com uma moção em que solicita a retirada de qualquer sanção legal que possa vir a ser aplicada.

Aos 38 anos, Wanderlei Silva tem um cartel profissional de 35 vitórias, 12 derrotas, um empate e uma luta sem resultado. O ex-campeão do extinto PRIDE não luta desde março de 2013, quando venceu o norte-americano Brian Stann na luta principal do UFC Japão.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments