‘Uma mer** pesada cairia sobre nós’, diz Dana White sobre cancelar UFC 177 após baixa de Barão

Presidente do UFC revelou que manteve o card porque TJ Dillashaw é o único campeão radicado em Sacramento e aposta nele para manter o show

Dana White (foto) criticou a forma de atuar de L.Machida. Foto: Youtube/Reprodução

Dana White (foto) aposta em TJ para o UFC 177. Foto: Youtube/Reprodução

Quando estourou a notícia de que Renan Barão estava fora da revanche contra TJ Dillashaw no UFC 177, os rumores sofre o futuro do evento vieram à tona. Apesar do brasileiro ter desmaiado poucas horas antes da pesagem oficial, os dirigentes agiram rápido e convocaram Joe Sato, que estava no card preliminar, para disputar o cinturão dos galos. O presidente do UFC, Dana White, justificou que apesar do pequeno apelo da luta principal, em nenhum momento foi cogitado o cancelamento do show.

O motivo apresentado por White para manter o programa de lutas do UFC 177 é simples: Dillashaw é o único campeão do UFC radicado em Sacramento e ele sozinho seria capaz de manter o interesse do público pelo show. Já uma baixa traria uma enorme decepção para os torcedores locais.

“(Se) Nós cancelamos o show, uma m*** pesada cairia sobre nós. Primeiro de tudo, Dillashaw é o único campeão do UFC nascido em Sacramento na história. Ele ainda está lutando, ainda está lutando em sua casa. Ele vai enfrentar um cara duro, um cara com quem ele treinou há poucas semanas”, afirmou Dana, em conversa com jornalistas após a pesagem oficial do UFC 177.

Maldição do UFC 177

O problema médico com Renan Barão foi apenas o último capítulo da conturbada história do UFC 177. O evento passou por diversas alterações em seu card, entre elas a mudança do antigo evento co-principal entre Demetrious Johnson e Chris Cariaso para o UFC 178, e já sucedeu um evento que acabou cancelado, o UFC 176 – que teria José Aldo x Chad Mendes como luta principal.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments