Dana White garante que Faber e Dillashaw se enfrentariam pelo cinturão

Dirigente, no entanto, vê o Califórnia Kid ainda a pelo menos uma luta de distância de se credenciar para uma disputa de cinturão

Faber (centro) e Dillashaw (dir.) treinam juntos na Team Alpha Male. Foto: Josh Hedges/UFC

Faber (centro) e Dillashaw (dir.) treinam juntos na Team Alpha Male. Foto: Josh Hedges/UFC

As lutas entre companheiros de equipe sempre são um grande tabu no MMA e com TJ Dillashaw a história não é diferente. Com o amigo e líder da Team Alpha Male Urijah Faber como um dos principais nomes da categoria peso galo, o campeão da divisão já chegou a declarar que gostaria de ter “um bilhão de dólares” antes de pensar em lutar contra Faber. Porém, para o presidente Dana White, o cenário é bem diferente. Em entrevista, White garantiu que a dupla se enfrentaria sim caso o cinturão fosse posto em disputa.

“Não é diferente do GSP e Rory MacDonald (colegas na Tristar Gym). Você não sai por aí dizendo ‘quero lutar contra ele amanhã e quero aquele cinturão’ ou nada do tipo. Todos esses caras acreditam que eles podem bater os demais lá no fundo, já que eles treinam juntos. Mas quando as coisas chegarem a esse ponto, Faber lutaria 100% contra ele (Dillashaw) por bem menos do que um bilhão de dólares, e o Dillashaw também o enfrentaria”, disse o dirigente na entrevista coletiva após o UFC 177, no último sábado (30).

Apesar de acreditar que o duelo aconteceria sem restrições pela parceria na academia californiana, White ponderou que Faber ainda precisa vencer mais um adversário antes de se posicionar como desafiante ao título. “O Faber tem que estar em posição de lutar pelo cinturão. Ele tem que vencer alguém e se colocar nessa posição primeira. Se ele fizer isso, eu te prometo que ele vai lutar pelo título. E eu sei que o TJ vai lutar também”, assegurou.

Aos 35 anos, Urijah Faber tem um cartel profissional de 30 vitórias e sete derrotas. O ex-campeão dos penas do extinto WEC já disputou o título dos galos do UFC por três vezes e acabou derrotado Dominick Cruz e Renan Barão, duas vezes. Um fato curioso é que todas as derrotas da carreira de Faber foram em lutas valendo o cinturão. Já TJ Dillashaw, de 28 anos, tem um histórico de 11 vitórias e duas derrotas. Dillashaw conquistou o título dos penas em maio deste ano e fez sua primeira defesa no último sábado (30), quando venceu Joe Soto no UFC 177.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments