Polêmicas com comissão não irão arranhar legado de Wanderlei, opina Werdum

Segundo peso pesado do UFC, curitibano continuará com reputação intacta mesmo com as recentes polêmicas

Werdum (esq.) saiu em defesa de Wanderlei (dir.). Foto: Divulgação/UFC

Werdum (esq.) saiu em defesa de Wanderlei (dir.). Foto: Divulgação/UFC

As recentes controvérsias envolvendo Wanderlei Silva e a Comissão Atlética de Nevada não irão arranhar o legado deixado pelo lutador brasileiro. Essa é a opinião de Fabrício Werdum, próximo desafiante pelo cinturão dos pesados do UFC e amigo de Wanderlei.

De acordo com Werdum, o histórico de Wanderlei no esporte é muito mais significativo do que as recentes polêmicas que fazem com que o lutador não saiba quando poderá voltar à ativa.

“Acho que sua reputação ficará intacta. Ele já fez muito pelo esporte, coisas que ajudaram na evolução do esporte. Ele sempre vai ser lembrado como um grande campeão”, comentou Werdum, em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”. “Silva fez grandes coisas que ajudaram na evolução do esporte. Se ele quiser se aposentar, ele vai poder ir feliz, já que já ganhou muito dinheiro para seus filhos e seu futuro. Mas, se ele quiser voltar, acho que ele sempre vai nos proporcionar um bom espetáculo. Mas ele poderia pendurar suas luvas agora mesmo que ele seria adorado”, continuou.

Os problemas de Wanderlei com a Comissão de Nevada começaram em maio, quando o brasileiro se recusou a fornecer amostras para um exame antidoping surpresa para a luta que faria contra Chael Sonnen no UFC 175, em julho. Até o momento não se sabe quando o lutador brasileiro poderá voltar a atuar, já que seu caso ainda deverá ser julgado pela entidade.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments