Faixa preta de jiu-jitsu, Ministro do STF prevê que MMA chegará a patamar olímpico

Luiz Fux foi homenageado pela Comissão Atlética Brasileira de MMA e disse ser fã do esporte desde os tempos de Royce Gracie

Ministro Luiz Fux é apaixonado por MMA. Foto: Reprodução/YouTube

Ministro Luiz Fux é apaixonado por MMA. Foto: Reprodução/YouTube

Apaixonado por MMA e faixa preta de jiu-jítsu, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, destacou o intenso crescimento do esporte nos últimos anos e previu que, em breve, o tratamento dado às artes marciais mistas chegará ao mesmo patamar das competições olímpicas.

Nesta terça-feira (9), às vésperas da primeira visita do UFC a Brasília (DF), Fux recebeu uma homenagem da Comissão Atlética Brasileira de MMA, sendo nomeado como “Amigo do Esporte”. Para Fux, por mais que o MMA tenha ganhado notoriedade recentemente, o status do esporte ainda está longe do que considera ser o ideal. “Esse esporte nunca foi tratado como ele deveria. A tendência é alcançar um patamar olímpico”, comentou Fux, ao site oficial do UFC no Brasil.

O Ministro enfatizou sua paixão pelo esporte desde a criação do UFC, há mais de 20 anos. “Quando surgiu o MMA, desde o primeiro evento com as vitórias do Royce Gracie, representante do jiu-jitsu, aquilo me deixou ainda mais aficionado pelo esporte. É um hobby que tenho, viajo sempre que posso para assistir aos eventos”, contou.

Fux também revelou que frequentemente dá aulas de jiu-jitsu em um dojô que possui em sua casa. “Uma vez por semana eu dou aulas de jiu-jitsu para os assessores e seguranças do Superior Tribunal”, disse.

Além disso, Fux deu seu palpite para a luta principal do UFC Brasília, que será no próximo sábado (13). “O tempo do [Andrei] Arlovski passou. Agora é a vez do [Antônio] Pezão”, cravou.

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments