Arlovski leva suspensão médica de seis meses após nocautear Pezão em Brasília

Além de bielorrusso, Piotr Hallmann e Efrain Escudero também poderão ficar um semestre afastados de atividade

Arlovski (de frente) nocauteou Pezão em Brasília. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Arlovski (de frente) nocauteou Pezão em Brasília. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Mesmo tendo vencido a luta principal do UFC Fight Night 51, em Brasília (DF), Andrei Arlovski poderá ficar até seis meses fora de atividade. Segundo a lista de suspensões médicas do evento, publicada pela Comissão Atlética Brasileira de MMA, o bielorrusso deverá ficar 180 dias afastado de qualquer tipo de contato físico devido a uma lesão em seu punho.

No entanto, Arlovski poderá ser liberado antes desse período por um ortopedista caso apresente um raio-x da contusão. Antônio Pezão, que foi nocauteado no evento, recebeu uma suspensão menor, com 60 dias sem lutar e 45 dias sem contato físico.

Os outros lutadores que receberam suspensões mais longas foram derrotados no UFC FN 51. Efrain Escudero, superado por Leonardo Santos, poderá ficar um semestre parado, a menos que apresente uma ressonância magnética de seu joelho a um ortopedista. Já Piotr Halmann, derrotado por Gleison Tibau no co-main event, também levou gancho de seis meses, podendo ser liberado antes por um especialista em bucomaxilo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments