Retrospectiva SUPER LUTAS: Relembre e assista aos melhores nocautes de 2023 no MMA

Encerrado o calendário de 2023, a equipe do SUPER LUTAS se reuniu para eleger os melhores e mais marcantes nocautes do ano

O ano de 2023 está chegando ao fim e chegou a hora de elegermos os principais destaques da temporada do MMA, começando pelos melhores, mais plásticos, mais brutais e mais marcantes nocautes dos últimos 12 meses.

Para chegar ao resultado final, cada integrante do SUPER LUTAS montou seu top 5 particular, no qual a primeira colocação valia 5 pontos, a segunda posição valia 4 pontos, a terceira 3 pontos e assim sucessivamente. Ao fim das votações, as pontuações foram somadas para formar o top 5 definitivo de nocautes da equipe. Vamos à lista.

PUBLICIDADE:

Menções honrosas

Vamos começar com os nocautes que foram citados por um ou mais integrantes da equipe do SUPER LUTAS, mas não atingiram pontuação suficiente para garantir um lugar no top 5.

Foram eles: Lorenz Larkin x Mukhamed Berkhamov, no Bellator, e Islam Makhachev x Aleksander Volkanovski, Carlos Diego Ferreira x Michael Johnson, Elves Brener x Kaynan Kruschewsky, Robbie Lawler x Niko Price e Manuel Torres x Nikolas Motta, no UFC.

PUBLICIDADE:

5- Patchy Mix x Raufeon Stots – Bellator 295

Abrindo o nosso top 5 de nocautes, com cinco pontos, está o atual campeão peso galo (até 61,2 kg) do Bellator, Patchy Mix. No caminho para se tornar campeão linear, o norte-americano ‘apagou’ Raufeon Stots com uma joelhada certeira e brutal para conquistar o cinturão interino no Bellator 295, em abril.

4- Ismael Marreta x Terrance McKinney – UFC 283

Na sequência, voltamos ao início do ano, mais precisamente ao primeiro evento numerado do Ultimate na temporada, o UFC 283, no Rio de Janeiro. Na ocasião, o brasiliense Ismael Marreta mostrou suas credenciais ao estrear com uma joelhada voadora brutal para cima de Terrance McKinney, levantando a galera na Jeunesse Arena e garantindo a quarta posição do nosso ranking de nocautes, com nove pontos.

PUBLICIDADE:

3- Justin Gaethje x Dustin Poirier – UFC 291

Abrindo nosso pódio, com 18 pontos, o dobro da pontuação do quarto colocado, Justin Gaethje garantiu a medalha de bronze do SUPER LUTAS com um chute alto fantástico para nocautear Dustin Poirier e conquistar o cinturão ‘BMF’ na luta principal do UFC 291, em julho.

2- Josh Emmett x Bryce Mitchell – UFC 296

O nocaute de Josh Emmett sobre Bryce Mitchell veio tarde, no último evento do ano, no dia 16 de dezembro, mas isso não impediu que ele alcançasse a segunda posição do nosso ranking com 20 pontos e garantisse a medalha de prata ao veterano, que apagou o rival com apenas um soco em um dos nocautes mais brutais dos últimos anos.

1- Israel Adesanya x Alex Poatan – UFC 287

A disputa foi acirrada, mas com 22 pontos, dois a mais que o vice-campeão, o título de melhor nocaute de 2023 ficou nas mãos de Israel Adesanya pela revanche contra Alex Poatan. Nocauteado e destronado pelo brasileiro em 2022, o nigeriano preparou a armadilha e nocauteou o rival com um contragolpe certeiro no segundo round, com direito a ‘flechada’ após o desfecho.

PUBLICIDADE:
Leia Mais sobre: , , , , , , , , , , , , , , , ,


Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297 Resultados do UFC Las Vegas 84 Veja como foram as comemorações de Ano Novo dos lutadores de MMA