Cody Garbrandt rejeita ideia de revanche contra Dominick Cruz e reforça desafio a Deiveson

Garbrandt destronou Cruz no peso galo em 2016 em uma das melhores performances de todos os tempos em disputas de cinturão

Cody-Garbrandt-Brian-Kelleher-UFC-296-Twitter-UFC-News

Cody Garbrandt em vitória no UFC 296. Foto: Reprodução/Twitter @UFCNews

Após superar uma fase muito complicada na carreira e emplacar duas vitórias consecutivas em 2023, Cody Garbrandt está muito mais interessado no futuro do que no passado. Ligado constantemente a uma possível revanche contra Dominick Cruz, o ex-campeão refutou a possibilidade e revelou outros planos para o próximo ano.

Em entrevista à ‘ESPN’ norte-americana, Cody Garbrandt descartou qualquer interesse em uma segunda luta contra Dominick Cruz, argumentando que seria muito difícil superar a performance do primeiro encontro, em 2016, quando destronou o rival pelo cinturão dos galos em uma das atuações mais impressionantes de um desafiante na história do Ultimate.

PUBLICIDADE:

Veja Também

durinho-ufc287

“Honestamente, essa luta (contra Dominick Cruz) não me interessa. O que mais eu deveria fazer com o cara? Chegar lá e nocauteá-lo desta vez? É a única coisa que faria sentido. É difícil superar aquela performance”, disse o ex-campeão.

O alvo primário de Cody Garbrandt no momento atende pelo nome de Deiveson Figueiredo, o brasileiro ex-campeão peso mosca (até 56,7 kg) que subiu para o peso galo e estreou na nova categoria com vitória sobre Rob Font.

PUBLICIDADE:

“Eu enfrento qualquer um. Não importa. Mas, no fim das contas, Deiveson Figueiredo chegou ao peso galo e venceu Rob Font, então se eu nocauteá-lo, posso voltar às conversas pelo título. É o que estou aqui para fazer. Não quer ser mais um no esporte. Quero sempre estar no topo. Acho que essa luta estilisticamente e tudo mais pode me colocar de volta no topo”, analisou Garbrandt.

Pensando mais a longo prazo, outro alvo na mira de Cody Garbrandt é o antigo desafeto Sean O’Malley, atual campeão da categoria.

PUBLICIDADE:

“Se Sean (O’Malley) ainda for o campeão quando chegar minha hora, eu absolutamente amaria. Se ele não for, eu preciso dar um jeito de chegar nele. Acho que uma colisão com Sean está definitivamente no futuro próximo. Uma luta do dinheiro. Sean e eu temos história e eu amaria bater nele por aí”, finalizou.

Risco para Charles do Bronx no UFC?

Leia Mais sobre: , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297