Cris Cyborg esquece atrito com Dana White e impõe condição para retorno ao UFC

Ex-campeã dos penas no Ultimate volta a admitir chances de retornar à organização na qual competiu entre 2016 a 2019

C. Cyborg (foto) em vitória pelo UFC. Foto: Reprodução/Facebook UFC

Lenda do MMA, Cris Cyborg voltou a admitir chances de retornar ao Ultimate. Ao tomar conhecimento que Amanda Nunes, sua maior rival no esporte, pode deixar a aposentadoria, a curitibana impôs condição para que sua volta ao UFC seja sacramentada. As atletas se enfrentaram em desafio histórico em 2018, com vitória da baiana e conquista do título dos penas (até 65,7kg.) na ocasião.

“Estou invicta há 10 lutas desde 2018. Se Amanda Nunes deixar a aposentadoria, talvez seja a hora de Cris Cyborg voltar”, escreveu Cyborg, que fez questão de marcar Dana White e o UFC na publicação feita no ‘X‘, antigo Twitter.

PUBLICIDADE:

Veja Também

Dricus du Plessis em vitória no UFC 297. Foto: Reprodução/Instagram/@ufceurope
Dricus Du Plessis é o novo campeão do UFC. Foto: Reprodução/Instagram @dricusduplessis

Considerada por muitos como a melhor lutadora de todos os tempos, Cris não esconde que tem pendências a resolver com a compatriota. No UFC 232, as atletas dividiram o octógono para uma superluta, na qual a baiana saiu vencedora com nocaute devastador.

Por anos, Cyborg busca uma revanche com Amanda. A saída do Ultimate após o fim de seu contrato, no entanto, dificultou o acerto.

PUBLICIDADE:

Nos últimos anos, Cris competiu com as luvas do Bellator. Nunes, por sua vez, reinou como duplo campeã do UFC até sua aposentadoria, em meados de 2023.

 

PUBLICIDADE:

Relembre polêmica entre Cris Cyborg e Dana White

Em busca de renovar contrato com o UFC, Cris Cyborg não entrou em acordo com o presidente da organização, que acabou afirmando que a brasileira estava com medo de realizar revanche contra Amanda Nunes na época. Após o episódio, a ex-campeã acabou se tornando nova lutadora do Bellator, empresa rival ao Ultimate.

Apesar dos fatos, ambos afirmaram posteriormente que não existia mais sentimentos negativos entre as partes. Em declaração exclusiva ao SUPER LUTAS, a lutadora reforçou que não guardava rancor do presidente.

“Não tenho nada contra o Dana White. Talvez ele tenha ficado surpreso, porque o que ele fez comigo, se alguém fizesse com ele, não mandaria parabéns. Eu não guardo nenhum rancor”, disse Cyborg.

PUBLICIDADE:

Os salários milionários de Bambam e Popó + Vitor Belfort esnobado

Leia Mais sobre: , , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297