Larissa Pacheco admite frustração com a PFL, mas faz campanha por duelo de campeãs contra Cris Cyborg

Bicampeã da PFL, Larissa Pacheco lamentou ficar de fora do evento 'PFL vs. Bellator' marcado para fevereiro na Arábia Saudita

Larissa Pacheco

Larissa Pacheco está na final das penas da PFL (Foto: Instagram/PFL)

O recente anúncio da contratação de Kayla Harrison pelo UFC abriu de vez o caminho para que Larissa Pacheco enfrente Cris Cyborg em duelo entre campeãs da PFL e do Bellator, respectivamente. Na opinião de Larissa, no entanto, este deveria ter sido o plano desde o início.

Em entrevista concedida ao ‘MMA Junkie’, Larissa Pacheco admitiu frustração com a PFL por tentar negociar um duelo entre Harrison e Cyborg sendo ela a campeã da organização. A brasileira lamentou também ficar de fora do evento ‘PFL vs. Bellator’ marcado para o dia 24 de fevereiro, na Arábia Saudita.

PUBLICIDADE:

“Com certeza fiquei frustrada. Perdi os feriados. Tempo é dinheiro. Continuei trabalhando. Já havia trabalhado o ano inteiro para mostrar do que sou capaz, mostrar meu trabalho e fiz tudo que me pediram. Não acho que a comunicação foi boa, mas sigo trabalhando. Estou aqui, focada e temos que seguir em frente. (…) Já era para acontecer (a luta contra Cyborg). Venci o torneio duas vezes. Sou a campeã. O combinado era ser campeões contra campeões. Acho que isso tudo só fez com que as coisas acontecessem do jeito que deveriam acontecer, porque eu sou campeã e o certo é campeões enfrentarem campeões”, desabafou a paraense.

Larissa Pacheco analisou como seria o possível duelo contra Cris Cyborg e garantiu que seria do agrado dos fãs.

PUBLICIDADE:

“Ela é uma ótima striker. Acho que sou um pouco mais versátil. Uma luta entre nós vai ser uma guerra. Pode acabar no primeiro round ou se tornar uma guerra de cinco assaltos. Nossos estilos são parecidos. Acho que é um bom casamento. Ela é uma ótima striker e eu sou uma lutadora mais completa. Em uma luta dessas tudo pode acontecer”, analisou Larissa.

Por fim, Larissa Pacheco manifestou o desejo de estabelecer seu nome como uma das maiores lutadoras da história, ao lado da dupla brasileira Amanda Nunes e Cris Cyborg.

PUBLICIDADE:

“Agora é tudo sobre meu legado. Quero solidificar meu nome com Amanda Nunes e Cris Cyborg. Quero mostrar ao mundo o que posso fazer. Quero fazer não apenas por mim e minha carreira, mas também pelo esporte. Quero aposentar sabendo que fiz tudo que era possível pelo meu legado e pelo esporte. É muito importante para mim estabelecer meu nome entre as maiores da história”, finalizou.

Risco para Charles do Bronx no UFC?

Leia Mais sobre: , , , ,


Resultados do Fight Music Show 4 Resultados do PFL x Bellator Resultados do UFC 298 Resultados do UFC Las Vegas 86 Resultados do UFC 297