VÍDEO: Jailton Malhadinho analisa luta no UFC 299 e garante desafiar Jon Jones

O astro dos pesados destrinchou sua luta contra o perigoso Curtis Blaydes neste sábado (09) e revelou o sonho de enfrentar o maior nome da história do esporte

 Jailton Malhadinho quer mostrar que veio pra ficar na elite dos pesos pesados (até 120,2kg). Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, o novo ídolo nacional destrinchou sua luta com Curtis Blaydes no UFC 299, falou sobre se sentir realizado em lutar no maior evento de MMA do mundo e expressou o seu sonho de enfrentar o seu ídolo Jon Jones, atual campeão linear da categoria.

Veja Também

Marlon Vera aplica nocaute em Sean O'Malley
Marlon Vera no octógono do UFC
topuria-volkanovski nocautes

Realizando um sonho

“Eu estou muito feliz, graças a deus. Estou em um momento muito bom da minha vida, estar vivendo esse momento no UFC era um sonho desde que eu comecei a treinar MMA. Entrar pra lutar no maior palco do mundo, eu só queria entrar pra fazer uma luta, pelo menos pisar no palco e fazer uma luta, independente de vitória ou derrota, eu só queria realizar o meu sonho e hoje estou aí, a uma vitória de disputar o cinturão”, citou o brasileiro.

Ídolos

Malhadinho revelou que tem como principal referência no MMA o ex-campeão dos pesos penas José Aldo, que tem uma história de vida parecida com a sua, de superação e origem humilde. Ele também disse que é fã de Jon Jones, independente do que ele faz fora do cage, e que se espelha em Khabib Nurmagomedov e Khamzat Chimaev como exemplos de treino e disciplina.

PUBLICIDADE:

“A minha principal referência em termos de atleta, (falando) de brasileiros, eu sou muito fã do José Aldo. Aldo é um cara que é exemplo pra todo mundo, tem uma história de vida parecida com a minha, é um cara que veio da periferia e de fora (do Brasil) eu tenho dois: Jon Jones, eu sou muito fã dele, já falei outras vezes, todo mundo sabe disso, independente do que ele faz fora do cage, mas quando tá ali, o cara ficou três anos parado, quando voltou, fez uma luta contra Ciryl Gane e o tirou pra nada. E como exemplo de treino e disciplina, eu me espelho em Khabib (Nurmagomedov) e (Khamzat) Chimaev que são caras que independente de tudo, são caras que se dedicam nos treinamentos, não é a toa que o Khabib teve 29 lutas e 29 vitórias. É um cara que entrou pra história, que entrou para o Hall da Fama, então, é um cara que eu tenho como exemplo na parte mental e na parte de treinamento”, confessou.

Incomodado por lutar no card preliminar?

Questionado sobre um possível incômodo, Jailton afirma não se incomodar em lutar no card preliminar do UFC 299, já que entende que os lutadores do card principal são os que fizeram história no UFC e disputaram cinturão. O brasileiro afirmou que ele e o seu rival norte-americano estão fazendo a sua história e que não estão preocupados em vender luta, mas sim em trabalhar.

PUBLICIDADE:

“Eu não me incomodo porque sei que tem o fator história no UFC, né? Se você for ver ali no card principal, são os caras que fizeram história no UFC, que disputaram cinturão e eu e Curtis Blaydes estamos fazendo nossa história, ainda não disputamos o cinturão. Eu acho que os matchmakers viram esse fator. Se fosse fator de vender luta, eu tenho certeza que a minha luta com o Curtis Blaydes poderia vender muito mais, mas, eu não estou preocupado com isso. Eu sou funcionário do UFC, então, se eles me colocarem na primeira luta do card preliminar ou na luta principal, eu estou aqui pronto para trabalhar”, detalhou o atleta tupiniquim.

Estratégia de Malhadinho contra Curtis Blaydes

Malhadinho disse que fez um camp perfeito, priorizando a parte de trocação, já que espera que Blaydes tente levá-lo para o chão. O brasileiro afirmou que ninguém tem um poder de queda como ele e que vai impor o seu jogo em pé.

PUBLICIDADE:

“Se você for ver as estatísticas de luta, o Curtis Blaydes já caiu para vários caras que não são do grappling. Ninguém tem um poder de queda como eu tenho. E pelo fato de ele estar muito tempo sem lutar, ele pode acabar sentindo um pouco gás, eu só um cara que vem lutando cinco rounds, até a minha preparação foi para lutar cinco rounds. E como ele disse, eu vou chegar muito bem preparado e como ele disse que vai defender bem as quedas, eu vou impor meu jogo. Então, a gente vai estar preparado para tudo, eu fiz um camp perfeito, priorizei muito essa parte de trocação, treinei junto com o Carlos Boi, que é um peso pesado bem atlético. Então, a gente vai estar preparado para ‘trocar tiro’ e ‘trocar fogo’ ali com ele.

Adversário dos sonhos, caso vença no UFC 299

Perto do topo da divisão, Jailton Malhadinho já mira o futuro. Caso supere Curtis Blaydes e escale posições no ranking, o baiano cita Jon Jones, atual campeão, como seu ‘adversário dos sonhos’ para a sequência em sua carreira.

“Rapaz, como eu sempre disse…é um sonho meu lutar contra meu ídolo, eu sou muito fã de Jon Jones. Então, se for pra escolher (um adversário dos sonhos), certamente vou escolher Jon Jones que é o maior da história, maior da atualidade e também um cara que eu sou muito fã, seria um sonho lutar contra meu ídolo, então, eu escolheria Jon Jones”, concluiu.

PUBLICIDADE:

FOGO NO PARQUINHO! Lenda do UFC critica Poatan e questiona status de campeão: ‘Difícil apoiar’

Leia Mais sobre: , , ,


Resultados do UFC 300 Resultados do UFC Las Vegas 90 Resultados do UFC Atlantic City Resultados do UFC Las Vegas 89 Resultados do UFC Las Vegas 88