Shogun: ‘Não faço questão, mas lutaria com Anderson Silva se o UFC oferecesse’

Brasileiro comemorou presença no TUF e visibilidade graças ao Spider, mas falou que foco no reality show só terá início após evento em Uberlândia

Shogun (foto) tem um cartel de 22 vitórias e nove derrotas. Foto: Josh Hedges/UFC

Shogun (foto) tem um cartel de 22 vitórias e nove derrotas. Foto: Josh Hedges/UFC

Imediatamente após o anúncio de que Maurício Shogun e Anderson Silva seriam os treinadores do The Ultimate Fighter Brasil 4, que será exibido na TV brasileira a partir de abril de 2015, a organização do Ultimate divulgou também que os antigos companheiros de treino na Chute Boxe não se enfrentariam ao término do programa, como é costume. Ao que tudo indica, diferentemente do que se imaginava, a determinação parece ter partido mesmo da direção do evento. Isso porque, em entrevista, Shogun disse que não aspira um combate contra o Spider, mas garantiu que não se importaria em enfrentá-lo caso isso lhe fosse oferecido.

“O UFC ligou para o Eduardo (Alonso, seu empresário) dando a notícia do TUF e também que não haveria luta. A gente não entrou em detalhes e aceitou. Mas estou felizão em fazer o TUF. Lutar é uma coisa que não faço questão. Já treinei com o Anderson. Não faço questão, mas aceitaria se o UFC me oferecesse”, disse o ex-campeão do GP do PRIDE, ao site do canal “Combate”.

Além disso, Shogun também relembrou o trabalho de sua equipe para que ele finalmente fizesse parte do elenco do TUF, mas garantiu que só vai se dedicar ao programa após a luta contra Ovince St. Preux, neste sábado “Fui surpreendido com essa ótima notícia, de ser treinador do TUF. Ainda mais com essa lenda viva, que é o Anderson. Por ser ele, vai haver uma repercussão muito grande. Fiquei muito feliz. Recebi a notícia na parte da noite, mas deu para curtir pouco. No dia seguinte já voltei para a luta. Vai ser legal. O Eduardo batalhou muito por isso, e eu também. Graças a Deus nós alcançamos mais um objetivo. Mas só depois de sábado vou poder focar no TUF”, garantiu.

Aos 32 anos, Maurício Shogun tem um cartel profissional de 22 vitórias e nove derrotas. Ex-campeão dos meio-pesados do Ultimate e do GP dos médios do PRIDE, o curitibano vive um momento complicado em sua carreira e perdeu três de suas quatro últimas lutas – algo até então inédito em sua carreira. No próximo sábado (08), em Uberlândia (MG), Shogun faz a luta principal do UFC Fight Night 56 contra o norte-americano Ovince St. Preux.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments