Sara McMann diz ser a adversária mais difícil para Ronda Rousey no UFC

Apesar de ter perdido rapidamente quando enfrentou a campeã, medalhista olímpica destaca sua bagagem no wrestling

S.McMann (foto) foi derrotada por Ronda em fevereiro. Foto: Josh Hedges/UFC

S.McMann (foto) foi derrotada por Ronda em fevereiro. Foto: Josh Hedges/UFC

Em fevereiro, na luta principal do UFC 170, Sara McMann se juntou à lista de vítimas da campeã Ronda Rousey, perdendo sua invencibilidade no MMA com um nocaute técnico sofrido com pouco mais de um minuto de luta. Mesmo com a derrota avassaladora, a atleta ainda se considera o principal desafio de Rousey na divisão galo feminina do UFC.

McMann acredita que seu estilo de luta, aliado ao wrestling de elite digno da medalha olímpica em Atenas (2004), teoricamente é o que mais tem condições de impor dificuldades à campeã. “Eu sempre vou ser a mais difícil, porque sou a mais difícil de ser controlada por ela. Comparada às outras, eu tenho a maior bagagem em wrestling”, analisou a lutadora, em entrevista ao site da emissora norte-americana “FOX Sports”.

Sempre discreta, McMann dificilmente chama os holofotes a si com declarações polêmicas – nem mesmo quando Ronda afirmou, à época do combate entre elas, que Sara não mostrava desejo em se tornar campeã. “Eu gosto de privacidade, mas sei que, se eu quiser ser a número um, tenho que me comprometer. Ela não estava correta a respeito daquilo. Como aceitei a luta pelo título, eu sou uma garota bem grandinha”, explicou.

Desde que perdeu para Rousey, McMann fez apenas uma luta no UFC, batendo Lauren Murphy na decisão dos juízes. Ao que tudo indica, sua próxima adversária no octógono deverá ser outra antiga desafiante pelo título, Miesha Tate, embora nada tenha sido confirmado oficialmente pelo UFC.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments