Mark Hunt promete vitória fácil contra Werdum: ‘Nocaute no primeiro round’

Neozelandês ainda antecipou o plano de jogo que espera enfrentar por parte de Werdum e se garantiu na trocação

M. Hunt (foto) tem um cartel profissional de 10 vitórias, 8 derrotas e um empate. Foto: Josh Hedges/UFC

M. Hunt (foto) tem um cartel profissional de 10 vitórias, 8 derrotas e um empate. Foto: Josh Hedges/UFC

Mesmo em condições adversas para a disputa do cinturão interino dos pesos pesados contra Fabrício Werdum, para a qual foi convocado em cima da hora e fora da forma física ideal, o neozelandês Mark Hunt não parece ter sua confiança abalada. Comentando a luta do próximo dia 15 de novembro no México, Hunt fez questão de demonstrar confiança em sua trocação contra o jiu-jitsu de elite de Werdum, arriscou até uma previsão sobre o resultado final e ainda encontrou tempo para provocar o brasileiro.

“Bom, todo mundo é um lutador de altíssimo nível até tomar um soco na cara. Então, é assim que lido com esses lutadores de chão como todos os outros. Eu os acerto na cabeça e lá se vai a por** da sua faixa preta”, disparou Hunt, em entrevista ao podcast “Submission Radio”, antes de revelar como acredita que o duelo terminará. “Primeiro round. Vitória fácil. Por nocaute”, assegurou.

O “Super Samoano” também se disse preparado para lidar com a provável estratégia do brasileiro. “Sei que sua estratégia será aumentar o ritmo e tentar me cansar, para tentar me derrubar e me colocar no solo, sabe o que quero dizer? Mas é a mesma coisa. Se ele quiser ficar em pé e sair na mão, bom para mim. Se ele não quiser, ele vai ter que trabalhar na sua estratégia. Sinto que tenho uma vantagem em todos os ângulos, então não tem nada de novo para mim”, afirmou.

Fabrício Werdum e Mark Hunt se enfrentam pelo cinturão interino da categoria peso pesado no próximo dia 15 de novembro, na luta principal do UFC 180. O evento marca a estreia do octógono mais famoso do planeta no México e também receberá as finais do reality show The Ultimate Fighter América Latina.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments