Edson Barboza supera provocação e vence americano no UFC Fight Night 57

Brasileiro conseguiu passar pelas intensas provocações de Bobby Green, impor seu jogo e vencer o rival na decisão dos juízes

E. Barboza (esq.) acerta Bobby Green. Foto: UFC

E. Barboza (esq.) acerta Bobby Green. Foto: UFC

Depois de duas tentativas frustradas, o brasileiro Edson Barboza, enfim, deve entrar no top-1o dos pesos leves do UFC. Atual 11º do ranking da categoria de até 70 kg, o lutador de Nova Friburgo não se incomodou com as provocações de Bobby Green, sétimo colocado na divisão, dominou o rival e conquistou o importante triunfo na decisão dos juízes. O combate foi a segunda luta mais importante do UFC Fight Night 57, evento realizado na madrugada deste domingo (23), em Austin, no Texas.

PUBLICIDADE:

VídeoAssista aos melhores momentos da luta de Edson Barboza

Na luta principal da noite, Frankie Edgar mostrou porque merece uma nova chance de desafiar o brasileiro José Aldo pelo cinturão dos penas. O ex-campeão dos leves dominou o duro Cub Swanson durante cinco rounds e no final do combate finalizou com um mata-leão.

PUBLICIDADE:

A luta

O brasileiro Edson Barboza teve dois grandes desafios dentro do octógono: superar Bobby Green e as provocações do adversário. Desde os primeiros movimentos, o norte-americano encontrou dificuldades para impor sua tática: jogar no contragolpe e derrubar o atleta tupiniquim e trabalhar no solo. Com isso, ele partiu para a provocação.

PUBLICIDADE:

Durante as investidas de Edson com chutes na perna ou golpes de boxe bem encaixados, Green abaixava a guarda e mostrava não se sentir incomodado com os ataques. A história se repetiu durante da a primeira parcial. O brasileiro atacava e o norte-americano provocava, mas sem os danos sofridos.

PUBLICIDADE:

No segundo round, o brasileiro teve seu melhor momento. Barboza combinou um soco com chutes na perna, que fizeram Bobby sentir. Na sequência ele lançou o já conhecido chute rodado e Green chegou a cair, porém se levantou rapidamente. Apesar do brasileiro ter ficado perto da vitória no início da parcial, o norte-americano se recuperou na metade final. Ele andou para frente com os braços apertados e tentava surpreender Edson com joelhadas voadoras.

Apesar das intermináveis provocações, Barboza não perdeu a concentração e manteve o controle da luta. Atrás nas papeletas dos juízes, Green precisou se abrir no terceiro assalto. O brasileiro aproveitou o momento e conectou uma direita de encontro no contragolpe. O norte-americano visivelmente sentiu e perdeu o ímpeto. Apesar disso, andava para frente, mas sem atacar.

Confiante na disputa, Edson Barboza teve a chance de devolver as provocações. Com ouviu o sinal de 10 segundos para o fim da peleja, o brasileiro comemorou na frente de Green e saiu do raio de ação com os braços erguidos.

Apesar do clima tenso durante todo o combate, após a luta os dois lutadores se ajoelharam no centro do octógono e se abraçaram por um longo tempo em um clima bastante esportivo.

Na decisão oficial, vitória de Edson Barboza sobre Bobby Green por um triplo 30×27. Com o resultado, o brasileiro chegou a 15ª vitória em 17 lutas. Já Green perdeu uma sequência de oito triunfos em série e agora soma seis derrotas em 29 lutas.

Confira abaixo os resultados completos do UFC Fight Night 57:

Card Principal
Frankie Edgar finalizou Cub Swanson com um mata-leão no R5;
Edson Barboza derrotou Bobby Green na decisão dividida dos juízes;
Chico Camus derrotou Brad Pickett na decisão dividida dos juízes;
Oleksiy Oliynyk derrotou Jared Rosholt por nocaute no R1;
Joseph Benavidez derrotou Dustin Ortiz na decisão unânime dos juízes;
Matt Wiman derrotou Isaac Vallie-Flagg na decisão unânime dos juízes;

Card Preliminar
Ruslan Magomedov derrotou Josh Copeland na decisão unânime dos juízes;
Roger Narvaez derrotou Luke Barnatt na decisão dividida dos juízes;
James Vick derrotou Nick Hein na decisão unânime dos juízes;
Akbahr Arreola finalizou Yves Edwards com um arm-lock no R1;
Paige VanZant derrotou Kailin Curran por nocaute técnico no R3;
Dooho Choi derrotou Juan Manuel Puig por nocaute técnico no R1;

 

Podcast #40: José Aldo ainda pode ser campeão no UFC?

Comentários

Deixe um comentário