UFC fecha exclusividade com marca de material esportivo e lutadores agora terão uniformes

Parceria com a Reebok foi anunciada em entrevista coletiva nesta terça-feira (02); novas normas entram em vigor a partir de julho de 2015

Dana White (foto) anunciou novo contrato com a Reebok nesta terça, em NY. Foto: Divulgação

Dana White (foto) anunciou novo contrato com a Reebok nesta terça, em NY. Foto: Divulgação

Após 20 anos de existência, e mais de 13 anos sobre comando da Zuffa, o UFC se prepara para uma das mudanças mais drásticas de sua história. Nesta terça-feira (02), em entrevista coletiva realizada em Nova York (EUA), a organização anunciou um contrato de exclusividade com a Reebok para fornecimento de material esportivo, algo inédito entre as grandes organizações do planeta. Com o novo acordo, todos os lutadores sob contrato com o Ultimate passarão a usar uniformes e materiais fornecidos pelo evento, em parceria com a empresa, seja nas lutas ou nos eventos que compõem a agenda oficial.

Veja Também

Lutador tenta imitar Anthony Pettis, mas passa vergonha no MMA amador. Assista!
Lutadora do UFC inova e se casa usando luvas na Rússia
Wanderlei Silva apela a tribunal para rever banimento eterno do MMA
Sonnen discorda de cruzada de Wand contra o UFC: ‘Ele está tomando decisões ruins’

A medida, que já vinha sendo especulada nos últimos meses, entrará em vigor a partir do dia 6 de julho de 2015, quando terá início a “International Fight Week”, ou Semana Internacional da Luta, evento promovido pela organização em Las Vegas (EUA). Desta data em diante, incluindo durante as atividades da Fight Week, os atletas estarão proibidos de utilizar produtos de outras marcas que não os fornecidos pelo UFC em parceria com a Reebok.

Durante a coletiva, o presidente do UFC Dana White e o CEO da organização Lorenzo Fertitta compararam o acordo com os que outras ligas importantes dos esportes americanos, como NFL, MLB e NBA possuem com gigantes do mercado de materiais esportivos. Os dirigentes, no entanto, salientaram uma diferença que consideram fundamental. “O UFC distribuirá grande parte da receita recebida deste acordo para os atletas”, garantiu Fertitta.

Essa era uma preocupação muito grande quando o assunto era a criação de uniformes oficiais para o UFC, haja vista que boa parte da renda atual dos atletas é proveniente de contratos de patrocínio que têm como contrapartida a exposição de marcas em banners ou roupas no octógono e durante a semana da luta. A partir de agora, tais práticas estão vetadas, sendo permitida somente a associação de atletas a outras marcas fora de eventos oficiais ligados ao Ultimate.

Novo sistema de pagamentos usará ranking oficial

Conforme dito pelo CEO Lorenzo Fertitta, juntamente com o novo acordo de fornecimento de material esportivo, o UFC também dará início a um novo modelo de pagamento de atletas pelo uso de sua imagem associada aos produtos oficiais da Reebok. Estes valores serão hierárquicos e baseados nas posições ocupadas pelos lutadores no ranking de suas respectivas categorias.

Segundo o site oficial do UFC: “Os níveis de compensação por posição, baseados no sistema de ranking selecionado pela imprensa, irá recompensar os campeões das respectivas divisões com a maior parte. Outros níveis irão premiar lutadores ranqueados de 1 a 5 (Nível 2); 05/10 (Nível 3); 10-15 (Nível 4). Lutadores fora do ranking serão recompensados em um nível 5 e aqueles lutadores ainda não ranqueados receberão a mesma remuneração”.

Para os lutadores mais famosos e com forte apelo comercial, ainda haverá a possibilidade de um valor extra relativo aos royalties da venda de produtos licenciados com sua assinatura, desde roupas até equipamentos personalizados.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments