Jon Jones cai em antidoping por derivado de cocaína e se interna em clínica de reabilitação

Episódio polêmico, no entanto, não irá anular sua recente vitória contra Daniel Cormier, no UFC 182

J. Jones quer se tornar o maior lutador de todos os tempos em 2015. Foto: Brandon Magnus

Jones venceu Cormier em sua última luta. Foto: Brandon Magnus

Poucos dias após uma das vitórias mais consagradoras da bem sucedida carreira de Jon Jones, uma notícia bombástica sobre o campeão dos meio-pesados do UFC promete abalar o mundo do MMA. Nesta terça-feira (6), o lutador norte-americano anunciou que caiu em um exame antidoping surpresa com uma substância derivada da cocaína, e que, por isso, irá se internar em uma clínica de reabilitação a drogas.

PUBLICIDADE:

Veja Também

No exame, realizado no dia 4 de dezembro do ano passado pela Comissão Atlética de Nevada, foi detectada no organismo do lutador a substância benzoilmetilecgonina. No entanto, por se tratar de uma substância que não é banida fora do período de competição (quando o exame foi realizado) pela WADA, a Agência Mundial Antidoping, Jones não foi proibido de lutar no UFC 182, bem como o ocorrido não irá alterar o resultado de sua luta contra Daniel Cormier.

Pouco depois do anúncio, Jones enviou um depoimento ao site norte-americano “Yahoo Sports” no qual se posiciona sobre o assunto. “Com o apoio da minha família, entrei em uma clínica de tratamento contra drogas. Eu quero pedir desculpas à minha noiva, meus filhos, minha mãe, pai e irmãos pelo erro que cometi. Também quero pedir desculpas ao UFC, meus treinadores, meus patrocinadores e para os meus fãs, que são tão importantes quanto. Estou levando este tratamento de forma muito séria. Portanto, agradeceria se eu tivesse privacidade neste momento com minha família”, declarou.

PUBLICIDADE:

Aos 27 anos de idade, Jones tem uma das carreiras mais meteóricas da história do MMA, se tornando o campeão mais jovem a conquistar um cinturão no UFC. Com cartel praticamente perfeito (tem somente uma derrota por desclassificação em uma luta que dominava), o norte-americano é o recordista de defesas de título entre os meio-pesados, com oito, e já derrotou nomes como Daniel Cormier, Alexander Gustafsson, Vitor Belfort, Rashad Evans, Glover Teixeira, Maurício Shogun, Lyoto Machida e Quinton Jackson. O sucesso é tamanho que o lutador foi mencionado na lista dos 30 esportistas mais bem sucedidos com menos de 30 anos da renomada revista norte-americana “Forbes”.

Em dezembro, Jones postou o vídeo abaixo em sua conta no Instagram do momento em que foi testado pela Comissão de Nevada. Na ocasião, o atleta escreveu: “A única coisa que eu tenho é PHW: Pure Hard Work [Apenas Trabalho Duro]. Eles provavelmente estão se perguntando como minhas pernas de galinha são tão fortes. Eu tomei alguns suplementos, mas é tudo legal.”

PUBLICIDADE:

PUBLICIDADE:

UFC mostra decepção, mas apoia decisão de Jones

Pouco depois da notícia se espalhar, o UFC publicou nota oficial na qual se diz decepcionado com o episódio, mas reitera seu apoio a Jones. “Nós apoiamos a decisão do campeão dos meio-pesados do UFC de se internar em uma clínica de reabilitação para abordar seu problema recente. Mesmo que estejamos decepcionados com o resultado do teste, aplaudimos sua decisão de entrar em uma clínica. Jon é um lutador forte e corajoso dentro do octógono e esperamos que ele luta contra esse problema com a mesma postura e diligência. Louvamos sua decisão e estamos ansiosos para vê-lo sair deste problema como um homem melhor.”

[vox id=”28432″]

Podcast #67: Durinho fez o pix para Yanex após nocaute em lutador que falou mal do Brasil + UFC Austin: card do ano



Comentários

Deixe um comentário