Ronda atropela Zingano em 14 segundos e desafia brasileira Bethe Pitbull | SUPER LUTAS

Ronda atropela Zingano em 14 segundos e desafia brasileira Bethe Pitbull

Campeã voltou a ganhar com uma chave de braço depois de um ano e dois meses; Holly Holm estreia com vitória apertada

R. Rousey (foto) conseguiu mais uma finalização por chave de braço. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Rousey (foto) conseguiu mais uma finalização por chave de braço. Foto: Josh Hedges/UFC

Não deu nem pra saída. Quando se esperava que Ronda Rousey fosse encarar o maior desafio de sua carreira, a campeã peso galo simplesmente teve sua apresentação mais impressionante. Em apenas 14 segundos, Ronda atropelou Cat Zingano e voltou a finalizar uma adversária com sua tradicional chave de braço, algo que não fazia desde dezembro de 2013.

Veja Também

Logo na abertura do combate, Zingano partiu com tudo para cima de Ronda e tentou aplicar uma joelhada voadora na rival. A tentativa foi frustrada imediatamente por Rousey, que aplicou a queda, conseguiu uma ótima transição e partiu para a finalização, totalmente indefensável.

Após o combate, em entrevista concedida ainda no octógono, Ronda aproveitou para apontar seu único desafio restante na divisão: a brasileira Bethe Pitbull. “Bethe Correia, ela está invicta, eu gostaria de tirar isso dela!”, disparou a campeã, sob o olhar atento da brasileira, que assistia a luta no Staples Center, em Los Angeles (EUA).

Agora, Ronda Rousey possui um cartel invicto de onze vitórias em onze lutas no MMA. Todas as vitórias da loira foram conquistadas por nocaute ou finalização e dez delas ainda no primeiro assalto. Agora, se somarmos todas os combates da carreira de Ronda, a campeã passou exatos 25m02s no cage, tempo que supera em apenas dois segundos uma única luta pelo cinturão.

Em luta tensa, campeã mundial de boxe estreia com vitória apertada

H. Holm (foto) estreou no UFC com vitória, mas não empolgou. Foto: Reprodução

H. Holm (foto) estreou no UFC com vitória, mas não empolgou. Foto: Reprodução

Não foi da forma que Holly Holm esperava, mas pelo menos a ex-campeã mundial de boxe estreou no Ultimate com vitória. Diante de Raquel Pennington, Holm passou por momentos difíceis e levou a melhor na luta co-principal do UFC 184 somente na decisão dos juízes.

No início do combate, Holm começou impondo seu boxe e evitando bem as quedas de Pennington. Com maior alcance, a atleta da Jackson’s MMA conseguiu impedir que a adversária se aproximasse e trabalhou na média e longa distâncias com combinações rápidas. No fim da parcial, porém, Raquel conseguiu equilibrar um pouco as ações e responder alguns dos ataques de Holly.

No segundo assalto, Holm continuou negando as quedas da rival, mas foi surpreendida em alguns momentos pelos ataques de Pennington, que chegou até a conectar um chute frontal. Porém, a ex-pugilista manteve o domínio na trocação e controlando a distância e com boa movimentação, garantiu a parcial.

Confirmando sua tendência de evolução no combate, Raquel Pennington conseguiu seu melhor momento no terceiro assalto, quando conectou seus golpes mais contundentes e chegou a conseguir um knockdown.

Ao fim dos três assaltos, dois jurados deram vitória para Holly Holm (29-28 e 30-27) e um viu Raquel Pennington como vencedora (28-29), o que deu a Holm o triunfo por decisão dividida. Agora, “The Preacher’s Daughter”, como é conhecida, tem oito vitórias em oito lutas como profissional.

Após o duelo, Holm admitiu que sua atuação deixou a desejar e justificou sua apresentação por ter sentido a pressão da estreia no octógono. “Foi uma experiência nova, então houve muita pressão e muita coisa foi falada. Eu não me senti como se eu pudesse correspondera isso”, declarou ao comentarista oficial do UFC Joe Rogan, ainda no octógono.

Confira os resultados do UFC 184:

CARD PRINCIPAL

Ronda Rousey finalizou Cat Zingano com uma chave de braço aos 14s do R1;

Holly Holm derrotou Raquel Pennington na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 30×27);

Jake Ellenberger finalizou Josh Koscheck com um mata-leão invertido a 4m20s do R2

Alan Jouban derrotou Richard Walsh por nocaute a 2m19s do R1;

Tony Ferguson finalizou Gleison Tibau com uma mata-leão a 2m37s do R1;

CARD PRELIMINAR

Roan Jucão finalizou Mark Muñoz com um mata-leão a 1m40s do R1;

Kid Yamamoto x Roman Salazar – No Content (sem resultado) dedo no olho involuntário;

Tim Means derrotou Dhiego Lima por nocaute técnico a 2m17s do R1;

Derrick Lewis derrotou Ruan Potts por nocaute técnico a 3m18s no R2;

Valmir Bidu; derrotou James Krause na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28);

Masio Fullen derrotou Alexander Torres na decisão dividida dos juízes (29×28, 28×29, 29×28);

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments