Lutador morre em pleno ringue durante evento de MMA no Azerbaijão

Ramin Zeynalov, de 27 anos, sofreu uma hemorragia cerebral após sofrer um golpe traumático na cabeça; atleta competiu sem autorização da família

Imagens feitas pelo celular registraram momento da morte do lutador no Azerbaijão. Foto: Reprodução

Imagens feitas pelo celular registraram equipe médica tentando reanimar lutador no Azerbaijão. Foto: Reprodução

Um evento nacional de MMA na última semana terminou em tragédia no Azerbaijão. Segundo relatos da imprensa local, o lutador Ramin Zeynalov, de 27 anos, acabou falecendo ainda no ringue em decorrência de uma hemorragia cerebral, causada por um forte golpe sofrido na cabeça.

Veja Também

Bethe Pitbull se envolve em confusão com taxista e recebe ameaças de morte
Vídeo: McGregor aperta pescoço de Aldo e leva brasileiro à loucura
Ronda ajuda The Rock e rouba a cena em ‘Copa do Mundo’ de telecatch nos EUA
Vídeo: Thiago Silva estreia no WSOF com derrota para lutador chamado as pressas

De acordo com o site “Sportbox”, chegou a ser atendido rapidamente pela equipe médica que prestava assistência ao evento, mas não resistiu e foi declarado morto momentos depois. À publicação, o pai de Ramin, Aliabbas Zeynalov, disse que o filho competiu no torneio sem sua autorização. ” Meu filho competiu sem a minha permissão. Nós éramos contra a sua participação em torneios de MMA. Ele não nos ouviu, e o resultado foi esse: ele está morto”, declarou.

Já o irmão do atleta, Rahman Zeynalov, foi menos rígido e até isentou o adversário de responsabilidade pelo ocorrido, mas disse acreditar que Ramin não tinha condições de lutar profissionalmente. “Meu irmão era um atleta, com 11 medalhas conquistadas, mas não estava preparado para lutar profissionalmente. Vi o vídeo da luta e o momento de sua morte, e não há a quem culpar. Ele entrou voluntariamente no torneio, mesmo sem nossos pais aprovarem a sua decisão. Ele insistiu em competir pela premiação. Ramin era o irmão mais novo, e não contou a ninguém que iria participar do torneio. Nós descobrimos por acaso, e tentamos convencê-lo a desistir, dizendo que ele tinha uma família e que não precisava fazer aquilo, mas ele não nos ouviu. Ele não precisava do dinheiro, e lutou porque era a sua paixão. Seu adversário não teve culpa pelo que aconteceu, ele o atacou sem armas ou coisas do tipo, eles tiveram uma luta justa “, assegurou.

Segundo o site russo “ToFight”, o evento no qual Ramin Zaynalov competia não era regulamentado. As autoridades do Azerbaijão investigam o caso. Ramin era casado e tinha uma filha.

Marcadores: MMA

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário