Comissão de Nevada diz que não irá se opor a tentativa de Anderson de disputar Olimpíadas

Diretor diz que participação de lutador na competição foge da jurisdição da entidade, mas que fornecerá exames caso Comitê Olímpico julgue necessário

Decisão final sobre caso do Spider (foto) acontecerá somente em março. Foto: Josh Hedges/UFC

Anderson (foto) deverá participar das seletivas olímpicas do taekwondo. Foto: Josh Hedges/UFC

Os planos de Anderson Silva de disputar os Jogos Olímpicos de 2016 no taekwondo não deverão ser afetados por seus recentes exames antidoping positivos. É o que garante Bob Bennett, diretor executivo da Comissão Atlética de Nevada, entidade responsável pelos exames que apontaram o uso de anabolizantes e ansiolíticos em “Spider”.

Veja Também

Anderson confirma participação em seletiva olímpica: ‘Não estou preocupado em passar vergonha’
Focado nas Olimpíadas, Anderson Silva descarta aposentadoria do MMA: ‘Luto mais uns cinco anos’
Com o sonho de Anderson Silva, saiba quem do MMA já disputou as Olimpíadas

O lutador brasileiro, ex-campeão dos médios do UFC, foi flagrado em dois testes na época de sua luta contra Nick Diaz, no fim de janeiro. Com seu futuro incerto no MMA, Anderson recentemente anunciou que participará das seletivas para os Jogos do Rio de Janeiro.

Em entrevista ao site norte-americano “MMA Junkie”, Bennett afirmou que os planos de Anderson fogem da jurisdição da entidade, mas que, caso o Comitê Olímpico julgue necessário, irá disponibilizar com detalhes todos os exames do brasileiro. “O Comitê Olímpico ou a USADA [Agência Norte-Americana Antidoping] podem requisitar os registros públicos a seu respeito. Isso pode ter influência, mas não é algo que nós iremos regulamentar”, explicou.

Com isso, Anderson, de 40 anos de idade, deverá disputar no início do ano que vem as seletivas para as Olimpíadas, em data ainda a ser definida. Em maio, o brasileiro deverá ser julgado de forma definitiva pela Comissão de Nevada, o que poderá lhe render suspensão do MMA e multa pelo caso de doping.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments