Sonnen defende acordo do UFC com a Reebok: ‘O dinheiro está sendo repassado aos atletas’

Ex-lutador norte-americano considera que o acordo é uma tentativa válida apesar da insatisfação dos lutadores

Sonnen (foto) gostaria de enfrentar Wand no Metamoris. Foto: Divulgação/UFC

Sonnen (foto) deu sua opinião sobre o acordo Reebok-UFC. Foto: Divulgação/UFC

Veja Também

Lutadores receberão a partir de US$ 2,5 mil com novo patrocínio da Reebok
Lutadores reclamam de cifras de patrocínio com a Reebok e relatam perdas financeiras
Belfort não vê parceria entre UFC e Reebok com bons olhos: ‘Não acho que seja justo’

A divulgação dos detalhes do acordo de patrocínio da Reebok com o UFC causou polêmica e controvérsia no mundo do MMA. Muitos expressaram sua insatisfação com os valores que serão repassados aos lutadores, com valores por combate variando de US$ 2,5 mil a US$ 40 mil. No entanto, Chael Sonnen mostrou compreender a política adotada e afirmou que a verba investida no acordo está sendo repassada aos atletas.

“O acordo com a Reebok é uma abordagem socialista para o patrocínio. Eu deixei o esporte pouco antes de o acordo ser fechado, então não tenho nenhum conhecimento interno. Eu apenas li sobre ele e vi os números. O dinheiro ainda assim vai ser distribuído, ele não vai parar debaixo do colchão de Dana White, ao contrário do que muita gente pensa. Eles estão repassando esse dinheiro aos atletas. Eles precisam seguir algum tipo de fórmula e pensaram em uma sugestão, mas você não consegue agradar a todos”, disse o ex-lutador, em entrevista ao podcast “The Three Amigos”.

Com o acordo firmado, a Reebok irá fornecer uniformes obrigatórios a todos os lutadores do UFC, que também terão que usar roupas da marca sem patrocinadores externos nos eventos oficiais da organização. A nova política entrará em vigor a partir do UFC 189, em julho.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments