Dana White diz que Jon Jones disputará o cinturão assim que voltar ao UFC

Dirigente também comentou como foi sua decisão de tirar o título do ex-campeão e disse que cobrará de "Bones" provas de que está regenerado

Dana (dir.) vai dar a Jones (esq.) a chance de recuperar seu cinturão quando ele voltar ao UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

Dana (dir.) vai dar a Jones (esq.) a chance de recuperar seu cinturão quando ele voltar ao UFC. Foto: Josh Hedges/UFC

Após seu envolvimento em mais um escândalo, desta vez após um acidente de trânsito nos Estados Unidos, Jon Jones acabou punido pelo UFC com a perda do título dos meio-pesados da maior organização de MMA do planeta, que agora está vago até a disputa entre Anthony Johnson e Daniel Cormier no próximo sábado (23). Porém, isso não quer dizer que seja o fim da linha para o ex-campeão. Quem garante é o presidente Dana White, que, de quebra, ainda confirmou que Jones disputará o cinturão tão logo retorne ao octógono.

Veja Também

Antes de encarar Belfort, Weidman crava: ‘Está claro que Anderson Silva nunca me venceria’
Vídeo: Lutador tenta imitar ‘Showtime’, mas sofre contragolpe e leva a pior
Lutador de MMA persegue ladrão e impede assalto a banco nos EUA
Conor McGregor faz campanha pró-legalização do casamento gay na Irlanda

“Ele volta e luta para o título. Ele não ficou pelo tempo que Anderson Silva teve (10 defesas de cinturão e mais de 6 anos), mas ele é o campeão mais dominante”, disse o dirigente, em entrevista ao programa “The Jim Rome Show”. “Se você pelos nomes que ele simplesmente passou por cima na divisão de até 93 kg, e ele fez isso como faca quente na manteiga, quer dizer, ele é o cara. Então, quando ele finalmente começar a colocar as coisas no lugar e voltar, ele vai lutar pelo título”, completou.

Dana também comentou sua decisão de retirar o título de Jones e garantiu que, àquela altura, foi uma reação instantânea. “Nós chegamos a um ponto onde, você sabe, ele estava por um fio, bastava um incidente a mais. E o nível deste último incidente obviamente fez nossa decisão mais fácil”, analisou.

O chefão também comentou sobre a situação do ex-campeão neste momento, em que ele aguarda julgamento, e garantiu que para aceitá-lo novamente vai precisar de mostras de ele está mudado. “Obviamente ele perdeu seu título, não está lutando mais e tem todas essas questões legais para lidar. Assim que ele passar por isso, ele vai acabar com uma pena criminal ou um tempo na cadeia, ou até uma pena criminal e um tempo na cadeia. Então, não sei como as coisas vão acontecer. Vejamos como ele passa por isso e então vamos ver onde ele está com a cabeça. Como ele está cuidando de si mesmo e essa situação após tudo, sabe? Eu preciso ver dele que ele está fazendo a coisa certa”, concluiu.

O polêmico acidente de Jones

No início da manhã do dia 27 de abril, Jon Jones cruzou um sinal vermelho de uma avenida em Albuquerque e atingiu em cheio um carro guiado por uma mulher grávida. O lutador fugiu da cena a pé, retornando um pouco depois para pegar dinheiro que estava no carro, sem prestar socorro à vítima, que quebrou um braço.

Jones se entregou à polícia alguns dias depois e foi liberado ao pagar fiança. Devido ao episódio, o UFC decidiu por retirar o cinturão de Jon Jones e suspendê-lo por tempo indeterminado.

Confira o vídeo dos policiais inspecionando o carro do lutador:

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments