UFC anuncia programa antidoping com agência que desmascarou Lance Armstrong

A partir de julho, todos os atletas contratados pela organização farão exames com a USADA, a Agência Antidoping dos Estados Unidos

Dana White abriu a carteira para alavancar as vendas do UFC 189. Foto: Reprodução

Dana White anunciou acordo com Agência Antidoping dos Estados Unidos. Foto: Reprodução

O UFC deu mais um importante passo em sua cruzada contra o doping no MMA. Nesta quarta-feira (3), a organização anunciou um acordo com a Agência Antidoping dos Estados Unidos, a USADA, que passará a fazer, a partir do dia 1º de julho­­­­­, testes antidrogas em todos os lutadores sob contrato de maneira aleatória.

Veja Também

Comissão reforça políticas antidoping e define punições severas a atletas flagrados
Lutadores do UFC Goiânia não se submeteram a nenhum teste antidoping surpresa
Ex-campeão admite uso de anabolizantes no UFC e PRIDE

A USADA é uma entidade norte-americana não-governamental e sem fins lucrativos. Ela tem em seu histórico a investigação do caso envolvendo Lance Armstrong, que foi flagrado em um avançado esquema de doping e, por isso, perdeu todos seus títulos da Volta da França de Ciclismo.

De acordo com informações divulgadas pelo UFC, a política antidoping será totalmente terceirizada à USADA, que decidirá com quem, quando e onde serão realizados os testes.

O Ultimate arcará com todos os custos financeiros do programa, que deverá envolver 2750 testes por ano. Isso dá uma média de mais de cinco exames realizados por atleta contratado em um período de 12 meses. A organização não especificou valores, mas revelou que o acordo é “multimilionário”.

Como vai funcionar

A USADA utilizará no UFC o mesmo protocolo estabelecido pela Agência Mundial Antidoping, a WADA. No anúncio da parceria, foram divulgados alguns detalhes de como serão aplicadas as punições aos atletas flagrados:

Substâncias detectadas*: Anabolizantes, hormônio do crescimento, peptídeos
1ª vez: dois anos, com possibilidade de quatro por possíveis agravantes
2ª vez: O dobro da punição aplicada na primeira vez
3ª vez:
O dobro da punição aplicada na segunda vez
*Válidos tanto dentro quanto fora do período de competição

Substâncias detectadas*: maconha, cocaína, estimulantes e glucocorticosteróides

1ª vez: um ano, com possibilidade de dois adicionais por possíveis agravantes
2ª vez:
O dobro da punição aplicada na primeira vez
3ª vez:
O dobro da punição aplicada na segunda vez
*Testes com essas substâncias serão feitos somente no período de competição, ou seja, 6 horas antes da luta e 6 horas depois

– O atleta flagrado durante ou antes de uma luta será desclassificado e destituído do título, se for o caso, além de ser retirado do ranking e perder sua bolsa e qualquer outra premiação (como, por exemplo, os bônus do UFC);

– Todas as multas ou bolsas devolvidas entrarão na verba do programa do UFC antidoping ou pesquisas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments