Ring Girl do UFC é vítima de tentativa de homicídio do próprio marido | SUPER LUTAS

Ring Girl do UFC é vítima de tentativa de homicídio do próprio marido

Brittney Palmer foi agredida pelo marido em briga no mês de junho, mas episódio só veio à tona recentemente

Brittney Palmer (foto) é ring girl do UFC desde o fim do evento WEC. Foto: Divulgação/UFC

Brittney Palmer (foto) é ring girl do UFC desde o fim do evento WEC. Foto: Divulgação/UFC

Casada desde maio de 2015 com o analista financeiro Aaron Zalewski desde maio do ano passado, a ring girl do UFC Brittney Palmer viveu um grande drama familiar e foi vítima de tentativa de homicídio do próprio marido. O incidente aconteceu no último mês de junho, mas veio a público somente agora.

Veja Também

Segundo relatos do site norte-americano “TMZ”, documentos do Departamento de Polícia de Los Angeles registraram uma ocorrência em nome da ring girl. Em seu depoimento, Brittney contou que começou a ser agredida pelo cônjuge no momento em que ele percebeu que ela tentava gravar uma briga entre eles, usando seu telefone celular. Neste momento, segundo Palmer, Zalewski a agarrou e arremessou contra a cama, fazendo com que ela batesse sua cabeça na cabeceira.

Mas o marido não parou por aí. De acordo com a ring girl, ele pareceu um pouco confuso em seguida, mandando-a pegar suas coisas e sair de casa, mas impedindo sua fuga logo em seguida. Em seguida, Aaron segurou Brittney novamente, mas, desta vez, atirou-a contra o colchão e segurou sua cabeça, asfixiando-a por alguns instantes enquanto mantinha seu joelho pressionado contra suas costas.

Por fim, o marido ainda teria arranhado seus próprios braços e gritado: ‘Por que você está me obrigando a fazer isso? Eu só quero que você me ame!”.

Ainda segundo a reportagem, Aaron Zalewski foi preso no dia 12 de junho, cerca de 24 horas depois da briga, e responde judicialmente por tentativa de homicídio, violência doméstica e ameaça. O marido da ring girl foi liberado dias depois mediante o pagamento de uma fiança no valor de US$ 1 milhão (R$ 3,21 pela cotação atual). O caso seguiu para a Promotoria do Condado de Los Angeles e ainda não há data marcada para o julgamento.

Escute o Podcast SUPER LUTAS #22 com a partipação do árbitro Flávio Almendra

Comentários

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments