Dana White diz que Aldo não fraturou costela: ‘Aquilo era uma lesão antiga’

Presidente do UFC diz que brasileiro possuía condições de lutar, mas contusão atrapalharia corte de peso

Aldo (foto) e demais atletas do UFC 179 enfrentam a balança nesta sexta-feira. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

Aldo (foto) foi cortado do UFC 189 por lesão na costela. Foto: Josh Hedges/Zuffa LLC

José Aldo e a alta cúpula do UFC definitivamente não entraram em consenso no que diz respeito à lesão que tirou o brasileiro do evento deste sábado (11), quando enfrentaria Conor McGregor. Enquanto que o campeão dos penas diz que fraturou a costela, a organização norte-americana insiste que o problema foi mais simples.

Veja Também

Dana White: José Aldo perdeu cerca de R$ 13 milhões por não lutar no UFC 189
UFC compreende saída de Aldo de luta contra McGregor: ‘Sua saúde vem em primeiro lugar’
Aldo divulga raio-x da costela e critica decisão do UFC: ‘Se vencer, McGregor terá cinturão de brinquedo’

Em entrevista coletiva, o presidente do UFC, Dana White, afirmou que a lesão mostrada em exame de Aldo era um antiga e já calcificada. Segundo ele, o campeão tinha condições de lutar, mas seu problema era conseguir bater o limite de peso com suas limitações físicas.

“O que aconteceu foi que as fotos divulgadas na internet eram de uma lesão antiga. Era uma lesão antiga já calcificada. A lesão verdadeira era na costela e na cartilagem. Ele tinha uma contusão na costela e cartilagem, e o problema para Aldo ao aceitar a luta não era a luta em si, mas sim o corte de peso. Ele precisava cortar algo em torno de 10 kg, então, se ele não conseguisse fisicamente fazer o que normalmente faz, ele temia não bater o peso. Esse foi o problema. Mas ele não tinha uma costela fraturada, era só um ferimento de uma lesão antiga”, disse White.

Sem condições de participar da luta, Aldo foi substituído por Chad Mendes, que enfrentará Conor McGregor pelo cinturão interino da divisão dos penas.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments