Leites reconhece erros em luta contra Bisping e fala em terminar 2015 por cima

Lutador brasileiro acabou sendo derrotado por inglês na decisão dos juízes na estreia do UFC na Escócia

T. Leites (foto) perdeu para Bisping na Escócia. Foto: Josh Hedges/UFC

T. Leites (foto) perdeu para Bisping na Escócia. Foto: Josh Hedges/UFC

Thales Leites fez uma análise profunda de seu desempenho no UFC Escócia, no último sábado (18), e reconheceu ter cometido erros que culminaram em sua derrota para Michael Bisping na decisão dos juízes.

Veja Também

UFC Escócia: Michael Bisping vence Thales Leites em tarde ruim para os brasileiros
Vídeo: Assista aos melhores momentos da luta entre Michael Bisping x Thales Leites
Bisping dispara contra Belfort e pede revanche contra brasileiro: ‘Ele é um mer**’

O brasileiro afirmou que sua estratégia era de fato trocar com o kickboxer inglês, mas acabou percebendo que algumas pequenas falhas em seu jogo o impediram de nocautear na luta. “O Bisping está acostumado a lutar cinco rounds, foi esperto, jogou de maneira inteligente, usou o tempo a seu favor. Eu sabia do volume de jogo que ele iria impor. Lutei com o coração, para frente, dando o melhor. Minha intenção era nocautear, tanto que quando o acertava, percebia que ele sentia os golpes, e então permanecia na trocação. Achava que ele iria cair a qualquer momento, mas infelizmente não aconteceu, foi por pouco”, disse o lutador brasileiro.

Leites também comentou o que deveria ter feito diferente na luta. “Cometi alguns erros, deveria ter buscado mais o clinche para poder cansá-lo mais. Vou analisar com meus técnicos na Nova União o que posso melhorar. Não prometo vitória, porque esse é um esporte que qualquer um pode vencer. Mas o que posso prometer, sempre, é lutar com o coração e me entregar ao máximo nas lutas”, acrescentou.

Com o resultado, Thales sofreu sua primeira derrota desde que retornou ao UFC, interrompendo uma sequência de cinco triunfos no octógono. Mesmo assim, o atleta espera voltar a lutar ainda este ano para fechar a temporada em alta. “Quero fazer mais uma luta esse ano, fechar 2015 por cima. Não é nenhum esforço anormal treinar e me preparar para uma luta, gosto do meu trabalho, amo o que faço e mesmo na minha época de descanso costumo treinar moderadamente. Então espero que até o final do ano possa ter mais um combate marcado, e estarei pronto para retomar o caminho crescente rumo ao topo da categoria. Essa derrota não vai me abalar, porque sei que ainda tem muita coisa boa guardada para mim”, completou.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments