UFC Escócia: Michael Bisping vence Thales Leites em tarde ruim para os brasileiros

Inglês fez uma luta tática, com muita movimentação, para derrotar o brasileiro; Leonardo Macarrão e Ivan Batman também são derrotados

M. Bisping derrotou o brasileiro T. Leites na luta principal da noite. Foto: UFC

M. Bisping derrotou o brasileiro T. Leites na luta principal da noite. Foto: UFC

O UFC Fight Night 72 agitou a tarde deste sábado (27) para os fãs de MMA. Em um horário diferente do habitual para os brasileiros, o evento realizado na Escócia trouxe boas lutas e grandes nocautes. Porém, o show não foi bom para os atletas do país. Na luta principal da noite, Michael Bisping venceu a batalha contra Thales Leites na decisão dividida dos juízes.

Os demais representantes do país no card também não tiveram sorte. Leonardo Macarrão foi nocauteado por Stevie Ray, enquanto Ivan Batman acabou finalizado por Joseph Duffy.

Bisping faz luta tática e vence Thales

Veja Também

Belfort ironiza críticas de Rockhold: ‘Aquele chute rodado ficou em sua cabeça’
Ronda projeta seu fim de carreira ideal: ‘Espancando a Cyborg’
UFC planeja Aldo x McGregor em estádio para 100 mil pessoas, diz site
‘Eu teria lutado lesionado com McGregor se pudesse, mas não dava’, admite Aldo
UFC divulga imagem de ator caracterizado como José Aldo para filme sobre a vida do campeão

O inglês Michael Bisping só tinha um caminho para bater Thales Leites. Trabalhar com golpes rápidos e abusar da movimentação, evitando as quedas e o poder de nocaute do brasileiro. E foi exatamente isso que fez o ‘Count’, como é conhecido.

Com o apoio da torcida, Bisping começou a luta com muita movimentação, saindo do raio de ação do brasileiro. No único momento em que conseguiu encurtar a distância, Leites tentou a queda, mas acabou caindo por baixo. Mesmo assim, ele trabalhou a inversão e terminou o primeiro round nas costas do rival.

No segundo assalto, mais atento ao jogo do brasileiro, Bisping se movimentou ainda mais. O inglês trabalhou com chutes nas pernas e socos rápidos para somar pontos e evitar a aproximação de Thales.

Na terceira parcial, o brasileiro resolveu mudar a estratégia e ser mais agressivo. Ele andou para frente e colocou Michael contra as grades com vários socos potentes. Acuado, o lutador europeu chegou a correr do embate em alguns momentos. Porém, o ímpeto de Thales diminuiu e a disputa voltou a ficar equilibrada.

No quarto round, Leites tentou repetir o feito do assalto anterior e foi logo pra cima do rival. Mas o cansaço parece ter tirado um pouco da intensidade do ataque. Com melhor movimentação e preparo físico, Bisping encurtava a distância para bater e sair.

No quinto e último round, Thales Leites abriu o jogo e partiu para decidir a luta. O brasileiro caminhou para frente e soltou vários socos. Porém, com a movimentação em dia, Bisping conseguiu se esquivar da maioria dos ataques.

Mesmo assim, o atleta da Nova União conseguiu encurralar o rival em duas oportunidades e conectar bons socos, mas sem chegar ao nocaute. No fim do combate os dois atletas se cumprimentaram e a torcida aplaudiu de pé.

No resultado oficial, vitória de Michael Bisping na decisão dividida dos juízes (48×47, 47×48, 49×46).

“Vamos aplaudir a luta! Estar aqui no primeiro UFC na Escócia é uma honra. Thales Leites é um guerreiro, luta demais. É um campeão mundial de jiu-jítsu. Eu ferrei meu dedo na grade. UFC, estou aqui ainda. Luke Rockhold, Chris Weidman, estou esperando vocês”, disse Bisping após a luta.

Por sua vez, Thales fez questão de reconhecer a atuação de sua rival. “Não esperava que ele fosse tão duro. Bisping está acostumado a lutar lutas longas. Ele mereceu, fiz o meu melhor e espero voltar. Ele tem uma boa defesa de queda, e se eu tentasse o tempo todo, talvez conseguisse. Mas eu acreditei na minha mão, o que não foi suficiente para vencer”

Ivan Batman é finalizado

Especialista na luta de solo, Ivan Batman sofreu a derrota na Escócia em sua especialidade. O brasileiro foi finalizado pela primeira vez em sua carreira contra Leon Edwards, que também já pegou o polêmico Conor McGregor, atual campeão interino na organização.

O combate

Com desvantagem em pé, o brasileiro encurtou e buscou a queda. Porém, ao tentar derrubar o rival acabou caindo por baixo. O irlandês aproveitou a oportunidade, encaixou o justo triângulo, sem chance de defesa, e forçou Batman a desistir da disputa em pouco mais de três minutos.

Leonardo Macarrão é nocauteado

Primeiro brasileiro a subir no octógono, Leonardo Macarrão não conseguiu emplacar sua segunda vitória consecutiva no UFC. Depois de estrear com sucesso nos pesos leves, em março, o atleta catarinense acabou nocauteado pelo atleta da casa Stevie Ray.

Com o apoio da torcida, Ray partiu para o ataque logo nos primeiros segundos e conectou dois chutes na cabeça de Macarrão, que conseguiu se defender bem. O escocês encontrou a distância logo no início da disputa e trabalhava com combinações de golpes, enquanto o brasileiro trabalhava apenas com chutes nas pernas do rival.

Ray aproveitou as dificuldades de Macarrão em soltar golpes de mão e conectou um potente soco no queixo do brasileiro. Leo sentiu e chegou a dobrar o joelho. Com o bom momento, o atleta da casa colocou o catarinense contra as grades e acertou vários golpes. O brasileiro ainda se defendeu bem, mas quando tentou abrir o jogo e aceitar a troca franca de socos acabou foi pego novamente.

Macarrão dobrou o joelho, foi ao chão e sofreu o castigo até o árbitro encerrar a disputa a 2m27s de duelo.

Card Preliminar

Quem começou a acompanhar o UFC Fight Night 72 antes do horário de almoço não tem do que reclamar. O evento, que teve início as 11h da manhã (no horário de Brasília), trouxe seis lutas no programa de abertura e quatro terminaram com nocautes fulminantes no primeiro round.

Daniel Omielanczuk derrotou Chris de la Rocha em apenas 48 segundos, Ilir Latifi também foi rápido e derrubou Hans Stringer 56 segundos, Jimmie Rivera mandou Marcus Brimage em 1m29s, enquanto Robert Whiteford nocauteou Paul Redmond em exatos três minutos de peleja.

Resultados do UFC Fight Night 72

CARD PRINCIPAL 

Michael Bisping derrotou Thales Leites na decisão dividida dos juízes (47×48, 49×46, 48×47);

Evan Dunham derrotou Ross Pearson na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 29×28);

Joseph Duffy finalizou Ivan Batman com um triângulo a 3m07s do R1;

Joanne Calderwood derrotou Cortney Casey na decisão unânime dos juízes (30×27, 29×28, 30×27);

Leon Edwards derrotou Pawel Pawlak na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27);

Stevie Ray derrotou Leonardo Macarrão por nocaute técnico a 2m:27s do R1;

CARD PRELIMINAR 

Paddy Holohan derrotou Vaughan Lee na decisão unânime dos juízes (30×27, 30×27, 30×27);

Ilir Latifi derrotou Hans Stringer por nocaute a 56seg. do R1;

Mickael Lebout derrotou Teemu Packalen na decisão unânime dos juízes (29×28. 29×28, 30×27);

Robert Whiteford derrotou Paul Redmond por nocaute técnico a 3min. do R1;

Jimmie Rivera derrotou Marcus Brimage  por nocaute técnico a 1m29s do R1;

Daniel Omielanczuk derrotou Chris de la Rocha por nocaute técnico a 48seg. do R1

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments