Ronda projeta seu fim de carreira ideal: ‘Espancando a Cyborg’

Campeã também aproveitou para provocar a rival e reafirmar que esforços para a realização do duelo dependerão da brasileira

Ronda (foto) encara B. Correia no Rio em agosto. Foto: Josh Hedges/UFC

Ronda (foto) encara B. Correia no Rio em agosto. Foto: Josh Hedges/UFC

Para muitos fãs e especialistas em MMA Cris Cyborg seria o maior desafio da carreira da campeã do UFC Ronda Rousey. Mas, se depender da loira, ele pode também ser o último. Em entrevista, Ronda contou como seria sua aposentadoria ideal e revelou seus planos de bater Cyborg no octógono e, logo em seguida, devolver seu cinturão para o presidente Dana White.

Veja Também

UFC planeja Aldo x McGregor em estádio para 100 mil pessoas, diz site
Thales e Bisping discutem feio e quase partem para a briga na pesagem do UFC Escócia
Mike Tyson rasga elogios a Ronda Rousey: ‘Eu lembro de mim mesmo quando a vejo lutar’

“Eu tenho essa ideia na minha cabeça de que a minha última luta será espancando a Cyborg e, quando o Dana colocar o cinturão em mim pela última vez, eu vou poder tirá-lo da minha cintura e devolvê-lo a ele. Mas, sabe, se ela não der um passo adiante, eu posso seguir em frente e fazer outras coisas na minha vida”, disse a campeã, em bate papo com a imprensa em sua academia, a “Glendale Fighting Club”, em trecho reproduzido pelo site do canal “Combate”.

Além disso, Ronda não perdeu a chance de alfinetar Cyborg ao reiterar que espera que o duelo aconteça, mas que não vai ser ela quem vai fazer sacrifícios para a concretização do combate. “É ela quem vai cair na escuridão sem mim. Eu realmente espero (que essa luta aconteça), mas depende apenas dela. Eu não vou sair por aí correndo atrás dela e ela não está em posição de me ver fazendo isso. Ela é uma fraude. Se você pode bater 145 libras (65,8 kg) usando esteroides, você pode parar de usá-los e descer de peso”, provocou.

Antes de se preocupar com Cris Cyborg, ou mesmo o fim de sua carreira, Ronda Rousey terá um grande desafio pela frente no próximo dia 1º de agosto. Na data, a campeã peso galo vem ao Rio de Janeiro (RJ) e põe seu cinturão em jogo contra a invicta desafiante brasileira Bethe Pitbull. O duelo será a luta principal do UFC 190.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments