Aos 52 anos, Randy Couture abre portas para superluta contra Fedor Emelinaneko

Veterano não foi conclusivo, mas disse que "pensaria muito" na possibilidade

Couture (esq.) e Fedor (dir.), duelo esteve próximo de acontecer, mas esbarrou em questões jurídicas. Foto: Divulgação

Couture (esq.) e Fedor (dir.), duelo esteve próximo de acontecer, mas esbarrou em questões jurídicas. Foto: Divulgação

Durante muitos anos, Fedor Emelianenko e Randy Couture foram os maiores nomes do MMA, respectivamente, nos eventos japoneses e norte-americanos. Hoje, quase uma década após o auge da dupla, um duelo entre eles pode finalmente sair do papel, pelo menos se depender de Couture.

Veja Também

Ronda projeta seu fim de carreira ideal: ‘Espancando a Cyborg’
UFC planeja Aldo x McGregor em estádio para 100 mil pessoas, diz site
Thales e Bisping discutem feio e quase partem para a briga na pesagem do UFC Escócia

Em entrevista à revista norte-americana “Sports Illustrated”, Couture, que atualmente tem 52 anos e está aposentado do MMA desde abril de 2011, quando foi nocauteado por Lyoto Machida no UFC 129, disse que pensaria muito a respeito de um duelo contra Emelianenko, que recentemente anunciou seu retorno aos ringues.

“Obviamente essa luta no nosso auge seria uma grande batalha para aquela época. Se eu estaria ou não disposto a lutar com ele com 52 anos, voltando de uma aposentadoria, depois de quatro anos trabalhando em todas as outras coisas na minha vida, eu não sei. Seria algo em que eu pensaria intensamente. Não dá para dizer não. Não acho que exista nada absoluto no mundo”, declarou o veterano.

Em 2009, um duelo entre Randy Couture e Fedor Emelianenko quase aconteceu, com o norte-americano tendo inclusive rompido seu contrato com o UFC para enfrentar o russo no extinto evento “Affliction”. Porém, uma intensa e arrastada batalha judicial acabou impedindo a realização do histórico confronto.

Randy Couture, um dos únicos dois atletas na história a conquistar cinturões em duas categorias do Ultimate, encerrou sua carreira no MMA com um cartel de 19 vitórias e onze derrotas. Já Fedor Emelianenko possui um retrospecto profissional de 34 vitórias, quatro derrotas e uma luta sem resultado. O “Último Imperador” não luta desde junho de 2012, quando nocauteou o brasileiro Pedro Rizzo.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments