Apaixonado pelo Brasil, técnico revela segredo de Ronda: ‘Trabalho duro e amor aos fãs’

Edmond Tarverdyan fez questão de exibir uma camisa da seleção durante os treinos abertos do UFC 190 e falou sobre seu trabalho com a campeã

Edmond (esq.) atendeu funcionários do UFC enquanto aguardava Ronda. Foto: Lucas Carrano/SUPER LUTAS

Edmond (esq.) atendeu funcionários do UFC enquanto aguardava Ronda. Foto: Lucas Carrano/SUPER LUTAS

Se há alguns anos, Dana White disse que o UFC jamais receberia lutas femininas, hoje o presidente deve se arrepender amargamente de suas palavras, já que Ronda Rousey é a maior estrela da organização. Mas qual o segredo do sucesso da campeã peso galo, que está no Brasil para defender seu título contra Bethe Pitbull no UFC 190? Em entrevista exclusiva ao SUPER LUTAS, o técnico da loira, Edmond Tarverdyan, garantiu que os ingredientes são mais simples do que se imagina.

Veja Também

Ronda leva torcida ao delírio e se joga nos fãs nos treinos abertos do UFC 190
UFC entra na justiça contra Wanderlei Silva após acusações feitas pelo brasileiro
UFC volta ao Brasil em novembro com evento em São Paulo
UFC avisa lutadores sobre os ‘perigos do Rio’: favelas, prostuição e AIDS

“O segredo da Ronda é o trabalho. Ela trabalha duro e, por isso, eu diria que não é só um segredo. Ela tem tudo e faz tudo também. Ela é apaixonada pelo esporte, ela treina muito duro e ama seus fãs. Ela faz tudo exatamente da forma que deve ser para um atleta. Então, é isso que eu acho que a faz ser tão única e especial”, declarou o líder da Glendale Fighting Club, que preferiu adotar um discurso humilde ao comentar sua participação nos resultados da loira. “Eu não busco que as pessoas me deem crédito pelo trabalho com a Ronda, ela treina muito duro, é a melhor do mundo e consegue as vitórias. Não importa se é com a chave de braço ou por nocaute. Ela faz o seu trabalho, sempre busca a finalização ou o nocaute para ser uma lutadora empolgante de se assistir. Ela faz seu trabalho, nós fazemos o nosso e o sucesso vem daí”, completou.

Declaradamente fascinado com o Brasil, Edmond, que usava inclusive uma camiseta da seleção personalizada com o nome de Ronda e de sua academia no momento da entrevista, disse que a paixão com que o povo brasileiro faz qualquer coisa o cativou instantaneamente. “Eu amo o Brasil e os fãs brasileiros, principalmente porque são tão apaixonados. Não importa se é futebol ou MMA, eles são realmente muito apaixonados e se envolvem com tudo. E eu simplesmente adoro isso”, comentou.

Por fim, Edmond disse que o jogo de Ronda se desenvolveu bastante desde que começaram a trabalhar juntos, mas que a campeã ainda tem margem para crescer ainda mais, e se mostrou bastante animado para o duelo contra Bethe. “A Ronda evoluiu tremendamente. Eu sempre disse à Ronda que depois da décima luta profissional dela, ela ia se acostumar dentro do octógono e sentir-se melhor, como se fosse sua casa. No tatame ela já se sente assim, porque ela passou a carreira toda desde o judô lá e fica assim tão confortável. Agora, eu acho que ela já se sente desta forma no octógono. Você precisa pelo menos dessas dez lutas para se habituar. E eu disse isso a ela. Coincidentemente, logo depois de sua décima luta ela conseguiu a finalização mais rápida da história do UFC. Isso só mostra que ela está se melhorando a cada dia e, então, eu estou muito empolgado com tudo isso e a luta contra a Bethe”, concluiu.

Ronda Rousey encara Bethe Pitbull neste sábado (01), na luta principal do UFC 190. O evento acontece na HSBC Arena, no Rio de Janeiro (RJ).

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments