Ronda deixará cinturão do UFC em projeto social de Flávio Canto na Rocinha

Campeã havia prometido deixar o título no Brasil antes do UFC 190

Ronda (esq.) voltará ao instituto de Flávio Canto (dir.) no Rio. Foto: Divulgação/Sensei SporTV

Ronda (esq.) voltará ao instituto de Flávio Canto (dir.) no Rio. Foto: Divulgação/Sensei SporTV

O “Instituto Reação”, projeto social coordenado pelo medalhista olímpico de bronze no judô Flávio Canto, será a nova casa do cinturão peso galo feminino do UFC, conquistado por Ronda Rousey no último sábado (01) ao bater a brasileira Bethe Pitbull no Rio de Janeiro (RJ).

Veja Também

Dramas pessoais e sucesso meteórico nas lutas: conheça a trajetória de Ronda Rousey
Bethe Pitbull despenca no ranking oficial do UFC após derrota para Ronda
Artista recria vitória de Ronda sobre Bethe no UFC 190 com massa de modelar
Vitória de Ronda sobre Bethe é a sexta mais rápida em lutas por cinturão no UFC

Situado na Rocinha, maior complexo de favelas da América Latina, o “Instituto Reação” já recebeu uma substancial doação de Ronda no último ano, quando a lutadora assinou um cheque no valor de US$ 30 mil (R$ 104 mil, pela cotação atual). A informação sobre o local que receberá o cinturão de Rousey foi divulgada pelo site norte-americano “MMA Fighting”.

A promessa de que deixaria o cinturão em solo brasileiro foi feita por Ronda antes mesmo da luta contra Bethe Pitbull. “A Bethe falou uma coisa certa. Ela disse que o povo brasileiro merece o cinturão e então eu decidi que depois de vencer, eu vou garantir que quando eu tiver o cinturão, eu não vou levá-lo para casa, mas sim doá-lo e garantir que ele permaneça em algum lugar no Brasil como um presente”, disse a loira, durante os treinos abertos do UFC 190, na semana passada.

Aos 28 anos, Ronda Rousey tem um cartel profissional de 12 vitórias em 12 lutas. Em suas últimas quatro lutas, Ronda passou somente 130 segundos, ou 2m10s, no octógono, nos triunfos sobre Sara McMann, Alex Davis, Cat Zingano e Bethe Correia.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments