Com dois brasileiros incluídos, UFC anuncia ‘pacotão’ de demissões

Ao todo, 13 atletas foram dispensados pela organização; Ildemar Marajó e Igor Araújo fazem parte da lista

I. Araújo (esq.) e I. Marajó (dir.) já se enfrentaram em 2013. Foto: Produção SUPER LUTAS (Josh Hedges/UFC)

I. Araújo (esq.) e I. Marajó (dir.) já se enfrentaram em 2013. Foto: Produção SUPER LUTAS (Josh Hedges/UFC)

Mais uma vez, a organização do Ultimate optou por anunciar diversas demissões de uma vez e, em meio à lista de 13 nomes que não fazem mais parte do maior evento de MMA do planeta, dois brasileiros acabaram ficando sem emprego: Ildemar Marajó e Igor Araújo, ambos vindos de séries negativas.

Veja Também

Site revela que Fedor assinou contrato com o UFC
Minotauro anuncia aposentadoria e assume cargo no UFC Brasil
Técnica, superação e determinação: a trajetória de Minotauro

Participante da 16ª temporada do The Ultimate Fighter, Igor Araújo foi contratado pelo UFC em outubro de 2013 e estreou justamente contra Ildemar Marajó. Na maior organização do planeta, o atleta da “Jackson’s MMA” teve duas vitórias e duas derrotas no evento, porém os reveses aconteceram de forma consecutiva em suas mais recentes apresentações.

Já Ildemar Marajó, de 32 anos, chegou ao octógono em janeiro de 2013 e fez sete lutas na organização. Ao todo, Ildemar teve quatro vitórias e três derrotas no octógono, mas alternou bons e maus resultados em suas últimas cinco lutas, além de ter conquistado sua única vitória em mais de um ano e meio, sobre Rick Monstro, em uma decisão bastante contestada.

Além de Marajó e Araújo, os demais atletas cortados foram: Hans Stringer, Dan Miller, Tom Watson, Andrew Craig, Anthony Christodoulou, Yosdenis Cedeno, Niklas Backstrom, Aaron Phillips , Cody Gibson, Royston Wee e Darrell Montague.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments