Minotauro anuncia aposentadoria e assume cargo no UFC Brasil

Ex-campeão do PRIDE ex-detentor do cinturão interino do UFC agora será Embaixador de Relacionamento com Atletas do Ultimate

Minotauro (foto) fez 46 lutas no MMA e era profissional desde 1999. Foto: Josh Hedges/UFC

Minotauro (foto) fez 46 lutas no MMA e era profissional desde 1999. Foto: Josh Hedges/UFC

Após mais de uma década e meia, chega ao fim uma era no MMA. Aos 39 anos, o lendário Rodrigo Minotauro finalmente decidiu colocar um ponto final em sua trajetória nas artes marciais mistas e pendurar as luvas.

Veja Também

Demetrious Johnson detona Dodson: ‘Um chihuahua que não para de latir’
Herbert Burns encara russo no ONE FC e promete: ‘O cinturão vai ser do Brasil’
Ronda diz que sua carreira está ‘incompleta’ sem luta contra Cyborg
Cigano critica Werdum por ‘escolher lutas’: ‘Não pertence ao posto que ocupa’

Minotauro, que marcou época no evento japonês PRIDE, do qual foi campeão dos pesos pesados, e também conquistou o título interino da divisão até 120 kg do UFC, anunciou sua aposentadoria nesta terça-feira (01).

Porém, o fato de não subir mais no octógono não quer dizer que Minotauro vai se afastar definitivamente do mundo das lutas. Além de ser proprietário da franquia de academias “Team Nogueira”, ao lado de seu irmão Rogério Minotouro, Rodrigo também foi confirmado como novo Embaixador de Relacionamento com Atletas do UFC Brasil.

Segundo a própria organização, por meio de nota oficial em seu site, em sua nova função o agora ex-lutador “vai participar de diversas iniciativas pelas regiões do Brasil. Ele será a ligação da organização entre atletas, patrocinadores, mídia e órgãos governamentais. Como um dos pioneiros do esporte, e muito respeitado na comunidade do MMA, ele irá auxiliar o UFC a manter o mais alto padrão dos lutadores, e ao mesmo tempo, atuar como um mentor no desenvolvimento de jovens atletas. Além dessas funções, Rodrigo também irá auxiliar na identificação de novos talentos que surgem por todo Brasil, tendo em vista que o UFC”.

O presidente Dana White comemorou o fato de poder contar com Minotauro mesmo após sua aposentadoria do MMA. “Minotauro é uma lenda no MMA. Ele é respeitado por lutadores e fãs por todo o mundo. Tem sido uma honra assisti-lo competir e estou feliz pela sua aposentadoria. Ele será um trunfo enorme para o UFC, atletas e para o esporte como Embaixador. Mal posso esperar para trabalhar com ele nesse novo capítulo de sua vida”, disse o dirigente.

Já o próprio Minotauro prometeu não medir esforços para disseminar a promover o esporte em sua nova função. “Agradeço a confiança que Dana White e que Lorenzo e Frank Fertitta estão depositando em mim, e creio que com muito trabalho vamos alcançar grandes resultados juntos. Eu sei que posso, e vou, contribuir muito para o crescimento do nosso esporte fora do Octógono”, disse. “Sempre tive a paixão de acompanhar o desenvolvimento de novos atletas e é isso que desejo continuar fazendo. Quero ajudar a disseminar o MMA por todo o mundo e dar minha contribuição para o surgimento e desenvolvimento de jovens talentos”, completou.

Aos 39 anos, Rodrigo Minotauro encerrou sua carreira profissional no MMA com um cartel de 34 vitórias, dez derrotas, um empate e uma luta sem resultado. Em sua última luta profissional, realizada no dia 1º de agosto, no Rio de Janeiro (RJ), Minotauro foi derrotado pelo gigante holandês Stefan Struve no card principal do UFC 190.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments