Nick Diaz tenta acordo com Comissão Atlética e pode voltar em 2016

Polêmico lutador, que desencadeou uma intensa campanha em seu favor, divulgou mensagem agradecendo o apoio dos fãs

N. Diaz (foto) foi flagrado por uso de maconha contra A. Silva. Foto: Josh Hedges/UFC

N. Diaz (foto) foi flagrado por uso de maconha contra A. Silva. Foto: Josh Hedges/UFC

Suspenso por cinco anos pela Comissão Atlética de Nevada após ser flagrado pela terceira vez em um exame antidoping com maconha, depois de sua luta contra Anderson Silva, Nick Diaz desencadeou um grande movimento no MMA em favor da diminuição de sua pena e o objetivo do lutador pode estar perto de ser alcançado.

Veja Também

Bisping desiste de enfrentar Anderson: ‘Não quero me meter com dopados’
Ronda sonha alto e quer ser campeã no boxe, jiu-jitsu e telecatch
Weidman quer despachar Rockhold e subir de peso

“Acabei de falar com o meu time de advogados no escritório Campbell & Williams e as conversas com a Comissão Atlética de Nevada estão indo bem. Nós estamos trabalhando duro com eles para acertar isso. Obrigado pelo apoio”, escreveu o lutador em seu perfil oficial no Instagram.

De acordo com o site norte-americano “MMA Fighting”, que citou uma fonte próxima à negociação entre as partes, Diaz estaria muito perto de um acordo para voltar a lutar já em 2016. Pela punição original, o polêmico lutador estaria suspenso até janeiro de 2020 e deveria pagar uma multa de mais de R$ 600 mil.

Aos 32 anos, Nick Diaz tem um cartel profissional de 26 vitórias, nove derrotas e duas lutas sem resultado. Após chegar a manter uma invencibilidade de 11 lutas consecutivas, Diaz sofreu três derrotas em seus três últimos combates, contra Carlos Condit, Georges St. Pierre e Anderson Silva. O revés para o Spider, no entanto, foi revertido em um no contest após o brasileiro ser flagrado no antidoping.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments