Suspenso por dois anos, Toquinho se defende e cita ‘erro óbvio’ de árbitro

Brasileiro divulgou nota oficial e disse que, apesar de discordar da punição, vai cumpri-la integralmente

R. Toquinho (foto) foi punido pela Comissão Atlética de Nevada após polêmica. Foto: Josh Hedges/UFC

R. Toquinho (foto) foi punido pela Comissão Atlética de Nevada após polêmica. Foto: Josh Hedges/UFC

Nesta quinta-feira (29), o brasileiro Rousimar Toquinho foi julgado pela Comissão Atlética de Nevada e suspenso por dois anos após mais um episódio no qual segurou por muito tempo uma finalização, contra Jake Shields, no evento World Series of Fighting. Após a decisão do órgão regulamentador, Toquinho se manifestou e questionou a punição, citando um suposto erro do árbitro central Steve Mazaggatti em sua explicação.

Veja Também

Comissão suspende Toquinho por dois anos após polêmica
McGregor incita ‘guerra’ Grã-Bretanha x Irlanda: ‘F***-se você e a Rainha’
Nurmagomedov se machuca outra vez e está fora do TUF 22 Finale

“Não concordo com a punição, tanto com a suspensão quanto com a multa. Muitas inverdades foram proferidas. Não levaram em consideração o erro óbvio cometido pelo árbitro Steve Mazzagatti, que estava posicionado de forma totalmente inadequada no momento da finalização. Tivesse o juiz na posição correta, talvez nada disso tivesse ocorrido. Infelizmente, terei que acatar esta decisão injusta, cumprindo a suspensão e efetuando o pagamento da multa”, disse o brasileiro, por meio de comunicado oficial enviado à imprensa.

Hoje com 35 anos de idade, Rousimar Palhares, que tem um cartel profissional de 18 vitórias e cinco derrotas no MMA profissional, já havia sido suspenso pelo WSOF e também teve cassado seu cinturão dos meio-médios. Episódios como esse, no entanto, não são novidade na carreira de Toquinho. Em 2013, ele foi demitido do UFC após segurar uma finalização por mais tempo que o necessário em combate contra Mike Pierce.

Confira abaixo, na íntegra, a nota oficial divulgada por Toquinho:

Participei da audiência de hoje para falar a verdade e aceitar as responsabilidades dos meus atos. Agradeço a comissão por ter aberto, pela primeira vez, uma exceção e ter me dado a oportunidade de ter participado do julgamento por videoconferência. Sei de todo incômodo e complicação que isto causou, mas agradeço mais uma vez por terem entendido minha condição atual.

Apesar disso, não concordo com a punição, tanto com a suspensão quanto com a multa. Muitas inverdades foram proferidas. Não levaram em consideração o erro óbvio cometido pelo árbitro Steve Mazzagatti, que estava posicionado de forma totalmente inadequada no momento da finalização. Tivesse o juiz na posição correta, talvez nada disso tivesse ocorrido.

Infelizmente, terei que acatar esta decisão injusta, cumprindo a suspensão e efetuando o pagamento da multa. Refletirei sobre todos esses acontecimentos e, junto com meu manager Alex Davis, tomarei a melhor decisão para o prosseguimento da minha carreira.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments