Comissão suspende Toquinho por dois anos após polêmica

Lutador brasileiro deverá ficar sem lutar até agosto de 2017 após alegações de que teria segurado finalização por tempo demais contra Shields

Toquinho (foto) ficará sem lutar até 2017. Foto: Divulgação/UFC

Toquinho (foto) ficará sem lutar até 2017. Foto: Divulgação/UFC

A Comissão Atlética de Nevada impôs uma dura punição ao brasileiro Rousimar Toquinho após a grande controvérsia que envolveu sua última luta, no dia 1º de agosto. O lutador recebeu uma suspensão de dois anos, mais uma multa de US$ 40 mil em audiência realizada nesta quinta-feira (29) pela entidade norte-americana.

Veja Também

Toquinho finaliza Jake Shields com polêmica e defende cinturão do WSOF
Toquinho se defende de críticas e dispara contra Shields: ‘Se alguém faltou com fair play, foi ele’
‘Toquinho não deveria pensar em lutar novamente’, diz dirigente do WSOF
WSOF tira cinturão e suspende Toquinho por tempo indeterminado

No WSOF 22, Toquinho finalizou Jake Shields em um combate cercado de polêmicas. O brasileiro foi acusado de colocar os dedos nos olhos do adversario por várias vezes durante a luta, algo proibido pelas regras, além de segurar o golpe derradeiro, uma kimura, mesmo após Shields bater em desistência.

Toquinho já havia sido suspenso pelo WSOF, além de perder o cinturão dos meio-médios da organização. No entanto, a Comissão de Nevada foi além e aplicou a punição, que será retroativa à data do combate – ou seja, a partir do dia 2 de agosto de 2017, Toquinho estará liberado para lutar.

Hoje com 35 anos de idade, o lutador brasileiro tem a carreira cercada de polêmicas desta natureza. Em 2013, foi demitido do UFC após segurar uma finalização por mais tempo que o necessário em combate contra Mike Pierce.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments