Problema burocrático adia julgamento de Wanderlei

Brasileiro teria seu banimento vitalício revisto nesta quinta (29), mas seu advogado não recebeu papelada a tempo

W. Silva (foto) espera se livrar de banimento. Foto: Josh Hedges/UFC

W. Silva (foto) espera se livrar de banimento. Foto: Josh Hedges/UFC

Wanderlei Silva terá de esperar um pouco mais para que seu caso seja julgado de vez pela Comissão Atlética de Nevada. A decisão, que deveria ter saído na audiência desta quinta-feira (29), provavelmente ficará para uma nova data no mês que vem.

Veja Também

Wand apela a Suprema Corte para rever banimento do MMA
Justiça de Nevada revoga banimento vitalício a Wand e convoca nova audiência
Wand passará por novo julgamento em Nevada no fim do mês

No ano passado, Wanderlei foi suspenso de forma vitalícia e teve de pagar uma multa de US$ 70 mil por ter se recusado a realizar um exame antidoping surpresa nos preparativos para a luta que faria contra Chael Sonnen, pelo UFC, em julho.

Em maio, o tribunal do Condado de Clark, em Nevada, revogou o banimento ao lutador, alegando que se tratou de um “excesso de autoridade”, cujas bases apresentavam “falta de provas substanciais”. Então, foi determinado que Wanderlei passasse por um novo julgamento. Mas o advogado do brasileiro, Ross Goodman, alegou que não recebeu a tempo algumas papeladas por parte do UFC e da Comissão para que o caso fosse avaliado novamente nesta quinta.

Notícias relacionadas

Deixe seu comentário

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments